quarta-feira, 20 de junho de 2012

Crise sobre vice esvazia convenção do PSDB

Deu no Estadão:

"O PSDB paulistano abriu uma brecha para que a cúpula do partido tenha o poder de escolher o vice de José Serra e as coligações da sigla na disputa pela Prefeitura de São Paulo. Com a manobra, o partido pretende adiar a decisão sobre a escolha do vice de Serra e sobre a formação de uma aliança eleição para vereador. Os dois pontos são motivo de polêmica dentro do PSDB e com as legendas aliadas.

O edital de convocação da convenção do partido - que vai oficializar a candidatura tucana no próximo domingo, 24 - também delega competência à executiva municipal da legenda para decidir se formará uma coligação com PSD, DEM, PR e possivelmente o PV na eleição para vereador.

O texto assinado nesta terça-feira, 19, pelo presidente municipal do PSDB, Julio Semeghini, coloca na pauta da convenção a nomeação do vice e a decisão sobre as coligações, mas prevê uma "delegação de competência à Comissão Executiva Municipal" para a "escolha de candidatos a vice-prefeito e vereador", além de uma "deliberação sobre outras coligações". O edital será publicado no Diário Oficial na quinta-feira, 21.

Os tucanos temem que não haja consenso no partido para a escolha do companheiro de chapa de Serra até o dia da convenção. A definição do partido que vai indicar um nome para a vaga depende de um julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) que pode determinar se o PSD, do prefeito Gilberto Kassab, tem direito a uma fatia maior do fundo partidário e de tempo de TV na propaganda eleitoral."

Nenhum comentário: