quarta-feira, 4 de julho de 2012

Governo decreta Estado de Calamidade

Demorou alguns meses para o Governo do Estado perceber que a Saúde Pública no Rio Grande do Norte estava na UTI.

Coincidência ou não, no mês em que se inicia a eleição, a governadora decretou Estado de Calamidade na Saúde e anunciou investimento de R$ 25 milhões para reforma, restauração, aparelhamento e ampliação em hospitais estaduais.

Em Mossoró serão contemplados Rafael Fernandes e Tarcísio Maia.

Também vai R$ 4,7 milhões para criação da Central de Regulação. O objetivo é a abertura de 53 novos leitos de UTI em todo o estado, sendo neonatal, pediátrica, geral e coronariana.

Detalhe: com Estado de Calamidade decretado, não é necessário fazer licitação ou concurso público para contratação de pessoal. Em período eleitoral, uma mão na roda.

Nos resta torcer que o Governo acerte e amenize a agonia à qual a população está sendo submetida.

Um comentário:

Anônimo disse...

ESTÁ CLARO QUE O GOVERNO DO ESTADO NÃO TÁ ESTE MEL TODO, NO ENTANTO O PROBLEMA DO WALFREDO NÃO É EXCLUSIVO DESTE MANDATO, ALIÁS NUNCA FOI RESOLVIDO E NEM SERÁ. O PROBLEMA MAIOR NÃO ESTÁ NO WALFREDO EM SÍ, MAS NAS PREFEITURAS QUE NEGLIGENCIAM A SAÚDE PÚBLICA, E A TRATAM COMO TERCEIRO PLANO, FALTA PRIORIDADE NA SAÚDE EM 90% DOS MUNICÍPIOS, IM PLANTADO ASSIM A AMBULACIOTERAPIA. ISTO É FATO!!!