sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Larissa confirma preparo também no Debate da OAB

(A) A candidata Larissa Rosado (coligação Mossoró Feliz) é apontada como vencedora do primeiro debate da sucessão mossoroense, realizado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), nesta quinta-feira à noite, no auditório da entidade.
Especialistas e plateia presente, formada principalmente por advogados, avaliam que Larissa apresentou melhor desempenho entre os candidatos, mostrando mais tranquilidade, clareza e conteúdo nas propostas administrativas.
Entre as prioridades apresentadas pela candidata, está a melhoria do sistema público de saúde, através de construção de mais três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), nos bairros Abolições, Vingt Rosado e Aeroporto.
“Também vamos assegurar médicos nos postos de saúde, medicamentos, exames, acabar com as filas nas unidades, ampliar o PSF, mais agentes de saúde, levando todos os serviços também para a zona rural”, acrescentou.
 Desenvoltura
Durante as duas horas de debate na OAB, Larissa dissecou os principais pontos do seu Programa de Governo, apresentando soluções para problemas de Mossoró com segurança, embasamento técnico e personalidade.
É o segundo debate que participa em menos de uma semana. Segunda-feira (13), esteve na Sabatina TCM, entrevistada   ao vivo por oito jornalistas e radialistas, por duas horas, também com desempenho bastante elogiado.
“Essas iniciativas aprofundam o debate sobre Mossoró e ajudam o eleitor a fazer sua escolha. Por isso, continuamos à disposição para debater, até porque nossa campanha é propositiva e baseada em propostas”, afirma Larissa. (Assessoria de Comunicação Mossoró Feliz).

 

Um comentário:

Anônimo disse...

"Cláudia disse que tem conhecimento sobre os problemas do município."
Será que REALMENTE tem?
a) Será que a candidata sabe que faltam medicamentos de uso contínuo para distribuição nas UPAs?
b) Será que a candidata sabe que uma consulta leva até 90 dia para ser marcada? Para ser marcada, candidata, porque após marcada só acontecerá 10 ou 15 dias depois.
c) Será que a candidata sabe que para se marcar uma consulta dentária é preciso ir num dia para ouvir da auxiliar da dentista que retorne num outro dia às 7 horas da manhã, quando então ouvirá desta mesma funcionária de quinto escalão que aguarde até as 13 horas dentro da UPA, para não perder a vez, quando então ela irá verificar se existe alguma vaga para os próximos dias?
Será que a candidata sabe disto?
Certamente não sabe.
d) Será que a candidata sabe que o público em Mossoró foi privatizado por desocupados que se arvoram em donos dos locais de estacionamento?
e) Será que a candidata sabe que aquele que não der dinheiro aos desocupados corre o risco de ter o carro riscado ou até mesmo quebrado?
f) Será que a candidata sabe que quando se dá apenas um real se é xingado por estes desocupados?
g) Será que a candidata sabe que a população de Mossoró não pode mais calocar as cadeiras nas calçadas, como fazia antigamente, por absoluta falta de segurança?
h) Será que a candidata sabe que a população de Mossoró PAGA vigilância particular?
Para não tornar o comentário mais longo ainda, vou parar por aqui.
Mas tenho certeza de que a candidata não sabe que estas coisas acontecem em Mossoró.
E o que é pior: NÃO QUER SABER.
Digo isto porque por diversas vezes me coloquei à disposição para fazer um relato completo destes fatos que tanto diminuem a qualidade de vida dos mossoroenses.
Mas, para ser justo, a candidata Larissa Rosado também nunca se interessou em saber destes fatos, já que me prontifiquei a lhe informar sobre tudo o que inferniza a vida dos moradores desta rica cidade.
Será, candidatas, Cláudia Regina e Larissa Rosado, que a solução destes problemas não tornaria melhor a vida dos mossoroenses?
Inácio Augusto de Almeida
91397139