quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Larissa vai urbanizar bairro Santa Helena e construir três UPA's

(A) Larissa garantiu aos moradores do Santa Helena fazer o que até hoje a Prefeitura não fez: urbanizar o bairro. Ela caminhou na comunidade hoje (27) de manhã, e assegurou que dotará o bairro de pavimentação, esgotamento, praças, iluminação pública, posto de saúde e policial. “Conheço bem a realidade do Santa Helena, e sei da dificuldade dos moradores provocada pelo descaso e omissão da Prefeitura. Mas, vamos mudar esse quadro estruturando o bairro e, principalmente, cuidando das pessoas”, disse Larissa. 

Ela caminhou com o candidato a vereador Omar Nogueira (PTN), liderança do Santa Helena, e outros postulantes à Câmara, e reiterou que tem o apoio da presidenta Dilma para ampliar as ações do Governo Federal no bairro, como o Bolsa-Família. Larissa reafirmou ainda que a Prefeitura, na futura administração, não se omitirá diante da violência e que enfrentará o problema em parceria com o Governo do Estado, com trabalho conjunto entre a Guarda Municipal e a Polícia Militar. 

“Vamos instalar sistema de videomonitoramento nos principais pontos da cidade, inclusive na periferia, e enviar as imagens à PM para fortalecer a repressão e vamos ter atenção, sobretudo, à prevenção à violência, investindo fortemente no social”, assegurou. Larissa teve recepção excelente no bairro, os moradores abrindo às portas, saindo às calçadas para recebê-la, queixando-se do abandono da Prefeitura e renovando a esperança em dias melhores com a mudança que está por vir a partir de 1º de janeiro de 2013. 

“Vamos erradicar todas as casas de taipa do Santa Helena, destinando para o bairro parte das cinco mil casas que construiremos em Mossoró, em parceria com o Governo Federal, dentro do Programa Minha Casa, Minha Vida, dando moradia digna aos moradores”, afirmou.
Novas UPA’s beneficiarão cerca de 30 bairros 


Participando na Sabatina Rádio Rural, nesta quinta-feira, Larissa lamentou filas nos postos de saúde nos bairros e fechamento de oito hospitais em Mossoró nos últimos anos. Ela comentou ações para resolver esses problemas, previstas no seu Programa de Governo. Entre elas, contratação de mais médicos e criação da central de marcação de consultas, para diminuir a espera dos pacientes por consultas, e construção de três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) nos bairros Abolições, Vingt Rosado e Aeroporto. 

A dos Abolições beneficiará também Santa Delmira, Wilson Rosado, Resistência, Redenção e Três Vinténs. A do Vingt Rosado, Rincão, Geraldo Melo, Pintos, Costa e Silva, Ulrick Graff, Dom Jaime e Nova Vida. E a do Aeroporto, Ouro Negro, Quixabeirinha, Portal do Sol, Bom Pastor, Itapetinga, Forno Velho e Jucuri. Larissa construirá as UPAs com recursos da Prefeitura em parceria com o Governo Federal, por meio de convênio com o Ministério da Saúde e emendas parlamentares no Orçamento Geral da União (OGU). 

Conseguirá com a presidenta Dilma Rousseff, que apoia sua candidatura, verba para construção e equipamentos para as unidades. O dinheiro já está assegurado. No último dia 15 de julho, Dilma anunciou que o Governo Federal investirá R$ 2 bilhões e 700 milhões até 2014 para construir 900 Unidades de Pronto Atendimento (UPA) em todo o Brasil. Parte dois R$ 2 bilhões e 700 milhões será destinado a Mossoró para construção das UPAs dos Abolições, Vingt Rosado e Aeroporto. “As novas unidades beneficiarão toda a cidade, porque além de levar atendimento aos bairros que não dispõem do serviço, desafogarão as UPAs do Alto de São Manoel e do Santo Antônio, que estão pequenas para a demanda”, observa.
Acompanhada pelo professor Josivan, Larissa foi entrevistada nos estúdio da Rádio Rural, pelo padre Antônio Carlos (Carlinhos) e pelo jornalista Emery Costa, dentro da rodada entrevista com os candidatos a prefeito de Mlssoró, com três blocos. No primeiro, abordou soluções para problemas de educação, geração de emprego e renda e lazer; no segundo, saúde, habitação e transporte público e, no terceiro e último bloco, segurança, investimentos na zona rural e integração com os governos. (Assessoria de Comunicação Mossoró Feliz).



Nenhum comentário: