quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Bancada do RN decide orçamento 2013


A bancada do Rio Grande do Norte no Congresso Nacional definiu o investimento do Governo Federal dentro da Lei Orçamentária 2013. Foram indicadas pelos deputados e senadores 18 emendas; sendo 7 de consenso e 11 de indicação individual.

A partir da lista divulgada pela coordenadora da bancada, deputada federal Sandra Rosado (PSB), o grupo procurou priorizar todo o Rio Grande do Norte em suas mais diferentes áreas, com destaque para saúde, educação e infraestrutura. “Depois da indicação, o próximo passo será trabalharmos para a liberação dos recursos para que as obras sejam iniciadas e os investimentos concretizados”, explica Sandra Rosado.

EMENDAS AO OGU 2013 - RN

01 – Ações de Infraestrutura Urbana em Natal
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 milhões

02 – Adequação de Trecho Rodoviário na BR-110
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 milhões

03 – Adequação de Trecho Rodoviário na BR-304 (Reta Tabajara)
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 milhões

04 – Promoção do Desenvolvimento Industrial
Indicação: Deputado HENRIQUE EDUARDO ALVES
Valor: R$ 40 milhões

05 – Desenvolvimento Tecnológico em Mossoró
Indicação: Deputado BETINHO ROSADO
Valor: R$ 40 milhões

06 – Construção do Campus de Apodi - UERN
Indicação: Deputado FÁBIO FARIA
Valor: R$ 40 milhões

07 – Apoio ao Desenvolvimento da Educação Básica
Indicação: Deputada FÁTIMA BEZERRA
Valor: R$ 40 milhões

08 – Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica – Caminho da Escola
Indicação: Deputado FELIPE MAIA
Valor: R$ 40 milhões

09 – Aquisição de Equipamentos na Região do Seridó
Indicação: Deputado JOÃO MAIA
Valor: R$ 40 milhões

10 – Reestruturação e Expansão de Instituições Federais de Ensino Superior – UFRN Campi Natal
Indicação: Deputado PAULO WAGNER
Valor: R$ 40 milhões

11 – Construção do Aeroporto Regional de Mossoró
Indicação: Deputada SANDRA ROSADO
Valor: R$ 40 milhões

12 – Preservação de Bens e Acervos Culturais
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 milhões

13 – Reestruturação e Expansão de Instituições Federais de Ensino Superior – UFERSA - Angicos
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 milhões

14 – Reforma e Modernização da Infraestrutra Física da UFRN
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 milhões

15 – Revitalização da Orla Marítima – Extremoz - RN
Indicação: Senador GARIBALDI ALVES
Valor: R$ 40 milhões

16 – Tecnologia da Informação e Comunicação para a Educação Básica
Indicação: Senador JOSÉ AGRIPINO
Valor: R$ 40 milhões

17 – Atenção especializada à Saúde - Liga Norteriograndense de Combate ao Câncer
Indicação: Senador PAULO DAVIM
Valor: R$ 40 milhões

18 – Apoio a Entidades de Ensino Superior Não Federais (UERN)
Indicação: CONSENSO
Valor: R$ 40 millhões.

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Os donos dos partidos

Deu no Estado de São Paulo:

"Assim como boa parte das legendas, o PSD já nasceu com um dono: Kassab. No PT, quem manda no partido há 32 anos é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e quem tem uma forte voz de comando sobre a militância é o ex-ministro José Dirceu; no PMDB, cujo vice-presidente da República, Michel Temer, é o presidente licenciado, o comando é exercido há mais de 25 anos por um colegiado que tem, entre outros, José Sarney (ex-presidente da Arena e do PDS no regime militar), Renan Calheiros (AL), Henrique Eduardo Alves (RN), Romero Jucá (RR) e Valdir Raupp (RO); o PPS está sob a direção de Roberto Freire desde que nasceu, em 1992.

O mesmo ocorre com o PSDC, que é presidido por José Maria Eymael desde 1997; o radical PSTU, que está sob o comando de José Maria de Almeida desde 1995; o PCO, dirigido por Rui Pimenta há 15 anos; o PRTB, desde 1995 presidido por Levy Fidelix; e o PSL, que tem no ex-deputado Luciano Bivar o presidente desde 1998. No PR, que já foi o PL e forneceu o vice José Alencar para a chapa de Lula em 2002 e 2006, a influência do deputado Valdemar Costa Neto (SP), réu condenado no processo do mensalão, dura desde 2000."

A mentira vira verdade

Deu na Folha de São Paulo:

"Flávio Dino estava em campanha para o governo do Maranhão em 2010. Ao fim de uma reunião no interior, um cidadão disse que estava em dúvida se votaria nele porque tinha ouvido que só ateu pode entrar no PCdoB.

Mesmo com a explicação de que isso foi inventado na ditadura para perseguir comunistas, o homem ficou reticente. Dino, então, abriu a carteira e mostrou imagens de São Francisco, Santo Antônio e São Jorge e disse:

-Tá vendo? Esses andam sempre comigo e sou do mesmo partido deles.

O homem sorriu e declarou o voto em Dino."

"O dem vive um ciclo terminal"

Trecho da entrevista de João Santana à Folha:

"Sua tese é que há um desgaste do PSDB que atrapalhou também Serra?
Há um processo de desgaste e de deterioração política do PSDB. O pior para um partido não é estar fora do poder, mas é não saber ser oposição. Os tucanos não souberam ser oposição. Em vez de aumentar o vigor propositivo ou apresentar uma alternativa ao modelo de desenvolvimento, viraram uma versão anacrônica da UDN: denuncistas e falso moralistas. E também não fez uma renovação de quadros.

E como isso pode evoluir?
Pode acontecer ao PSDB o que aconteceu ao DEM. O DEM está sendo engolido pelo PSD, de Kassab. Se não se renovar, o PSDB pode ser engolido pelo PSB, de Eduardo Campos. E não digo isso com alegria, porque acho ruim para o Brasil. A democracia brasileira, diferentemente de outras, pode ter seu sistema de poder apoiado em quatro ou cinco grandes partidos, competitivos, capazes de produzir rotatividade no governo e variação de modelos.

O PSB para canibalizar o PSDB, nessa sua hipótese, teria de sair do campo governista?
Ou não. É tudo um exercício de raciocínio sobre o que está acontecendo. O DEM é um exemplo. Estava ferido de morte quando foi tomado pelo PSD.

Mas e as vitórias regionais do DEM, como a conquista da prefeitura de Salvador?
Ganhar Salvador não faz a menor diferença para o DEM. Eu hoje imagino que é mais lógico que o prefeito eleito de Salvador, ACM Neto, saia do DEM do que queira ou tenha força para ressuscitar o partido. O DEM vive um ciclo terminal."

Para ler a entrevista completa, clique AQUI

Marqueteiro do PT faz suas previsões

João Santana, que substituiu Duda Mendonça como principal marqueteiro oficial do PT, concedeu uma entrevista ao jornal Folha de São Paulo.

Para quem gosta de conjecturar, especular, um prato cheio.

Diz que Dilma será reeleita ainda no primeiro turno, coisa que nem Lula conseguiu em 2006.

Lança uma chapa "imbatível" para o governo paulista, mesmo afirmando ser algo que o ex-presidente não aceita nem falar: Lula e Gabriel Chalita (PMDB).

Diz que em 2018 pode ser a vez de Eduardo Campos e que em 2022 ou 2026 deverá ser a vez de Fernando Haddad para Presidência da República.

Para ler a entrevista completa, clique AQUI

domingo, 25 de novembro de 2012

O PSB, pelo Valor Econômico

Deu no Valor Econômico:

"Em 1985, o PSB elegeu um único prefeito. O do Recife, Jarbas Vasconcelos, hoje senador dissidente no PMDB. Este ano, elegeu 443, vai governar cerca de 15,3 milhões e administrar um orçamento de R$ 22,2 bilhões apenas nas cinco capitais nas quais saiu vitorioso - Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Cuiabá e Porto Velho. Além disso, a sigla reelegeu 71% de seus prefeitos, um índice bem maior que os 55% da média nacional. Em 2008, o partido obteve nas eleições municipais 5,6 milhões de votos. Neste ano, 8,5 milhões digitaram o número 40 nas urnas eletrônicas, ou seja, o PSB teve um crescimento de 51,6% de eleitorado.

À esquerda, o PSB já é uma alternativa ao PT e dispõe até de um presidenciável, Eduardo Campos, o governador mais bem avaliado do país. Qual a receita do sucesso? O próprio Eduardo, governador de Pernambuco e presidente nacional do partido, arrisca uma explicação: "Somos um partido com unidade, propostas, bons quadros e que, quando governamos, mantemos o discurso e envolvemos o povo na gestão."

Na realidade, o PSB se tornou protagonista depois que Eduardo Campos assumiu sua presidência. Tornou-se um partido profissional, tem uma fundação funcionando em sede própria e estabeleceu critérios para filiações. "Não damos esse valor à filiação cartorial, ela é pouco representativa", diz Carlos Siqueira, secretário-executivo. "Não adianta ter 1 milhão de filiados que nem sabem o que é o partido, a nossa preferência é filiação seletiva".

O PSB tem mais de 500 mil filiados. Cada um deles com carteirinha (tipo cartão de crédito) e um número nacional. Os candidatos recebem cursos para fazer a campanha e, uma vez eleito, cursos de gestão, todos patrocinados pela Fundação João Mangabeira. O partido também ensina seus prefeitos como fazer um projeto e encaminhá-lo para o governo federal - a falta de bons projetos é um dos argumentos do Ministério do Planejamento para o não atendimento de recursos para municípios.

O vice-presidente Roberto Amaral enumera três possíveis razões para o crescimento do PSB. O primeiro é que o partido se preparou para a eleição. O segundo "o reconhecimento da nossa coerência: o PT não foi prejudicado pelo mensalão [nas eleições], mas nós fomos beneficiados", diz Amaral. A terceira é a conjugação de duas coisas: "Fixamos na população a ideia do novo e a eficiência administrativa dos nossos governos."

Amaral não está contando vantagem: no ranking dos governadores do Datafolha, Eduardo Campos aparece como o governador mais bem aprovado do país. O próprio Campos recebeu da ONU, em Nova York, o Prêmio das Nações Unidas de Serviço Público. É o UNPSA, considerado uma espécie de "Oscar" da gestão pública mundial. Na quinta-feira a presidente Dilma Rousseff homenageou o governador do Ceará, Cid Gomes, por um programa que ele desenvolve no Estado chamado "Pacto Nacional pela Educação na Idade Certa". O ministro Aloizio Mercadante (Educação) já cogita expandir pelo país a experiência cearense.

Aliás, as gestões do PSB vão bem, quando o assunto é educação: o município de Carnaíba, em Pernambuco, tirou o 1º lugar no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Outro caso de sucesso é a aprovação do prefeito de Minas Gerais, Marcio Lacerda, reeleito no primeiro turno. É a maior prefeitura governada pelo partido, com um orçamento de R$ 9,9 bilhões. No caso mineiro, os dirigentes pessebistas reconhecem que se trata de uma sucessão de boas administrações: começou com Patrus Ananias (PT), tendo Célio de Castro (PSB) como vice. Na sucessão de Patrus, o PT resolveu lançar um candidato próprio, apesar de haver um acerto de que o partido apoiaria seu vice. Célio enfrentou e ganhou do candidato do PT tendo um nome do PMDB como vice. Na reeleição, a chapa já tinha o hoje ministro Fernando Pimentel (PT) como vice. Com a morte de Célio de Castro ele assumiu o cargo e deixou a prefeitura reconhecido como bom gestor e ótimo índice de aprovação.

Os gestores do PSB são estimulados pela direção e nos encontros para troca de experiências a estabelecer metas. Um dos méritos atribuído a Eduardo Campos é ter contratado uma fundação privada para buscar um modelo para a educação e a saúde. Segundo o secretário-executivo Siqueira, o PSB também não "aparelha" as administrações que conquista. "Acho que a participação dos partidos é natural mas tem que ser com gente que tenha perfil correspondente para a área". Do contrário, "Nós continuamos desqualificando a atividade política", diz.

Existe orientação do partido de que a melhor forma de valorizar a política é qualificar a atividade político administrativa. "Se você não qualifica e mistura partidarização e administração, cai fatalmente no convencional e no resultado sem expressão. Negativo até", argumenta Siqueira.

Apesar de ostentar a palavra socialista na sigla, o PSB não é um partido estatizante, como demonstram as ações em conjunto com a iniciativa privada em Pernambuco. Ou o apoio que deu a candidatos do DEM em Maceió (AL), e ao PSDB em Belém (PA). Mas também exerce um certo "centralismo", em geral por meio da Comissão Executiva Nacional, muito embora Eduardo Campos tenha o controle efetivo do partido.

O PSB, por exemplo, não tolera correntes, facções ou tendências, como acontece no PT. Criado em 1947, o PSB foi extinto pelo regime militar de 1964. A refundação veio com a redemocratização, em 1985. Um grupo que saiu do PMDB tentou uma participação autônoma e foi convidado a sair. O mesmo ocorreu com Arthur Virgílio, prefeito eleito de Manaus, que em 1989 apoiou a candidatura de Mário Covas (PSDB) contra a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva, recomendada pela direção partidária.

Outro caso exemplo é o de Anthony Garotinho, o ex-governador do Rio de Janeiro que em 2002 disputou a Presidência pelo PSB. Ele tentou organizar uma corrente própria. O PSB fez um recadastramento e excluiu o seu candidato de seus quadros. Atualmente, o PSB vive uma situação parecida, no Ceará, com o clã Ferreira Gomes, os irmãos Ciro e Cid. Fala-se na cúpula do PSB que Ciro está sondando e sendo sondado por outros partidos.

O PSB, definitivamente, deixou de ser caudatário do PT e passou a ser uma opção efetiva, à esquerda, ao Partido dos Trabalhadores. Aos poucos, o partido está entrando em cidades do Sudeste do porte de São José do Rio Preto e Campinas, Duque de Caxias e Petrópolis. No Sul, perdeu Curitiba (PR). E era uma disputa à reeleição. E tem um nome à mão para presidente da República: Eduardo Campos.

"Se não for [candidato a presidente] vai ser uma grande besteira", acredita Siqueira. "Ele foi eleito governador com 41 anos, vai sair com 49, administração muito bem sucedida. Tem um partido político que lidera com hegemonia muito grande. Se ele quiser ser candidato, será. O partido apoiará. Por que não ser, se a eleição é em dois turnos". Um erro não só em relação à candidatura de Eduardo, mas também para o crescimento e consolidação do PSB. "Sempre que o PSB abriu mão ter candidato próprio foi para prejuízo dele"."

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

No Reino Unido, mulher jovem ganha mais que homem pela 1ª vez

Deu no portal Terra:


"As mulheres britânicas entre 22 e 29 anos que trabalham em tempo integral têm salário médio superior ao dos homens da mesma idade, segundo informa o jornal Daily Mail com base em dados compilados pelo Escritório Nacional de Estatísticas. É a primeira vez na história do Reino Unido que o rendimento das mulheres é maior nessa faixa etária.


De acordo com a publicação, as mulheres estão adiando a maternidade e se concentrando no trabalho nessa idade. Desde 2010, a diferença ainda aumentou. Há dois anos, o salário das jovens era 1,8% superior ao dos homens. A porcentagem subiu para 2,4% em 2011 e para 2,9% neste ano, conforme a publicação"

Eleição na Câmara dos Deputados

Deu no jornal O Globo:

"Candidato alternativo
O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), candidato a presidente da Câmara, encomendou uma pesquisa de intenção de votos. Foram ouvidos 350 deputados. O resultado foi animador: Henrique Alves (PMDB-RN) 36% contra 32% dele."

Central da Anti-Cidadania

A Central do Cidadão, criada por Garibaldi Alves quando foi governador, é mais um serviço à população que está sendo destruído pelo atual governo.

O Programa do Leite já se desmantela e está quase no fim.

As centrais do cidadão estão sendo despejadas por falta de pagamento de aluguéis, serviços parando por falta de papel, toner, funcionários fazendo cotinha para comprar água...

Em Mossoró, está difícil conseguir emitir Carteira de Identidade. Aqui e acolá falta papel, tinta na impressora, etc...

Quer ir ao Detran? Deixe pra depois. Hoje não tem toner (a "tinta" da impressora).

Nota: o Detran é o órgão que mais arrecada no RN. Pra onde está indo o nosso rico dinheirinho?

Nota2: vai ser o jeito esperar pelo "Ação Global", do Sesi e Rede Globo.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Central do Cidadão deixa de emitir RG


Deputada Larissa solicita retomada de serviço em Mossoró


A deputada estadual Larissa Rosado (PSB) requer ao Governo do Estado retorno da emissão de Carteira de Identidade na Central do Cidadão de Mossoró. Faz três semanas que o documento de RG não é expedido no órgão.
O serviço é de responsabilidade do Setor de Identificação do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), mas foi interrompido desde que um dos computadores quebrou e foi enviado para manutenção em Natal, segundo servidores.
A própria diretoria da Central do Cidadão confirma que o serviço ainda não foi restabelecido. “A emissão precisa ser retomada logo, porque o problema prejudica seriamente a população de Mossoró e região”, alerta Larissa.

Infraestrutura
Em outro requerimento apresentado esta semana à Assembleia Legislativa, a deputada solicita ao Governo do Estado asfaltamento do trecho que liga a RN-117, no município de Governador Dix-sept Rosado, à BR-405.
“O trecho é uma estrada carroçável, muito usada por moradores de assentamentos rurais da região. Mas, quando chove, fica praticamente intransitável e, atualmente, poeira e trepidações atrapalham o tráfego”, conta.
Larissa frisa que o asfaltamento é um pleito da região de Governador Dix-sept Rosado, Caraúbas, Felipe Guerra e Apodi, beneficiará empresas do setor petrolífero, estimulando a integração viária e fortalecendo a economia do Oeste.
 Imagem inline 1
Deputada Larissa pleiteia benefícios para Região Oeste na AL

Bancada RN decidirá emendas ao OGU 2013

A Bancada Potiguar no Congresso Nacional volta a se reunir na próxima terça-feira, 27, para definir a previsão orçamentária do Governo Federal para execução em 2013 no Rio Grande do Norte. A coordenadora da bancada, deputada federal Sandra Rosado (PSB-RN) diz que o grupo já dispõe de todas as sugestões de emendas e agora é a hora de decidir quais serão as prioridades que constarão no Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA 2013).

A reunião acontecerá a partir das 17h no plenário 15 do Anexo II da Câmara dos Deputados. Deverão estar presentes os deputados federais Felipe Maia (DEM), Rogério Marinho (PSDB), João Maia (PR), Fátima Bezerra (PT), Henrique Alves (PMDB), Paulo Wagner (PV) e Fábio Faria (PSD), os senadores Garibaldi Alves (PMDB), Paulo Davim (PV) e José Agripino (DEM); além do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho (PMDB). 

Frase

Natal/RN terá três estádios de futebol para dois times e três hospitais públicos pra um milhão de pessoas” - De Wellington Saraiva, membro do Ministério Público Federal e do CNJ

Gustavo Fernandes defende candidatura de Garibaldi Filho

Deu em O Mossoroense:

"Para o deputado estadual Gustavo Fernandes (PMDB), o ministro Garibaldi Filho (PMDB) deveria disputar o Governo do Estado em 2014. As declarações foram dadas ao Jornal de Hoje.

Para o parlamentar, as declarações de Garibaldi dizendo que não tinha "pretensão, aptidão, nem qualidades para ser candidato a governador" são meros gestos de humildade. "É uma declaração modesta de um político de mais de 40 anos de vida pública, que passou pelo Executivo e o Legislativo e sempre foi bem avaliado. Garibaldi tem, sim, bagagem e competência para ser de novo governador ou o que for", disse o deputado, que tem o pai Elias Fernandes cotado para ser indicado pelo PMDB para a Secretaria de Estado dos Recursos Hídricos.

Apesar disso, ele entende que a governadora precisa melhorar a relação dela com o PMDB. "O governo está conversando pouco com os partidos, principalmente com o PMDB, que é o que mais ajuda pela força de Henrique e Garibaldi. Nós estamos sendo muito pouco ouvidos, e isso atrapalha um pouco. Até porque o governo está passando por dificuldades, e não chamar os companheiros para conversar atrapalha", lamentou.

Para o parlamentar, o governo precisa rever seus conceitos: "O governo precisa de um choque de gestão. As pesquisas refletem o desgaste elevado. E falta diálogo. O partido não está pleiteando cargos, estamos cobrando agilidade do governo"."

STJ permite continuidade de ação do MPF/RN contra juíza de direito


Para o MPF, a magistrada passou mais de dois anos sem movimentar processo contra aliado político do marido.

A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deu provimento, por unanimidade, a recurso especial, permitindo que a ação de improbidade administrativa promovida pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN) contra a juíza de direito Amanda Grace Diógenes Freitas Costa Dias possa ter continuidade.
A ação, ajuizada em 2007 por meio dos procuradores da República que compõem o Núcleo de Combate à Corrupção do MPF/RN, tem ainda como réus o marido da magistrada, o então deputado estadual Álvaro Costa Dias, e o ex-prefeito do município de Jardim do Seridó, Patrício Joaquim de Medeiros Júnior. 
O processo teve seu trâmite suspenso em 2008, quando a Segunda Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região decidiu que “não se admite o manejo de ação de improbidade administrativa contra magistrado em face de ato judicial”. Com a decisão do STJ no Recurso Especial nº 1249531, a ação de improbidade poderá ter continuidade.
De acordo com a investigação do MPF, a juíza Amanda Grace praticou atos que violam gravemente os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade que deveria manter perante a Justiça Eleitoral. Isso porque exerceu as funções de juíza eleitoral da 23ª Zona Eleitoral, em Jardim do Seridó, por um ano e sete meses (de setembro de 2002 a abril de 2004) sem praticar nenhum ato processual em dois processos penais eleitorais.
Além disso, apesar de em abril de 2004 ter deixado a Zona Eleitoral de Jardim do Seridó, a juíza teria permanecido com a posse dos processos até 5 de dezembro de 2005. Eles só foram devolvidos, via Correios, depois que servidora chefe do cartório eleitoral daquele município, por ordem da nova juíza eleitoral, solicitou a devolução.
Os dois processos penais eleitorais ocultados apuravam a possível prática de crimes eleitorais por Patrício Joaquim de Medeiros Júnior, que possui laços de parentescos e vínculos políticos com o esposo da magistrada, Álvaro Dias. Além disso, quando candidato ao cargo de deputado estadual em 2002, este recebeu o expresso apoio do então prefeito de Jardim do Seridó, Patrício Júnior. Os dois pertenciam ao mesmo partido, o PDT.
Para o MPF/RN, a omissão da magistrada caracteriza ato de improbidade administrativa previsto no art. 11, II, da Lei 8.429/1992, que tem como sanção perda da função pública, a suspensão dos direitos políticos pelo período de três a cinco anos, o pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e a proibição de contratar com o Poder Público. 
Álvaro Dias e Patrício Júnior também são requeridos na ação por terem sido beneficiados pelo possível retardamento praticado pela magistrada, nos termos do art. 3º da Lei 8.429/1992, e estão sujeitos às mesmas sanções.
Assessoria de Comunicação 

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Prefeitura contrata Hotel Thermas

O hotel conhecido no Brasil inteiro por suas águas termais, o Hotel Thermas de Mossoró, que até alguns anos atrás pertencia ao Governo do RN, foi contratado pela Prefeitura Municipal de Mossoró.

É o que informa o Jornal Oficial do Município de número 173.

O valor do contrato foi de R$ 222.800,00.

Nota: no JOM não explica o porque da contratação do hotel por valor tão alto.

"Estado de emergência" prorrogado

A prefeita de Mossoró prorrogou o estado de emergência no município. 

O que isso significa? Que licitações não precisam ser feitas e contratações podem ser feitas sem concurso.

Enquanto isso, os gastos com Publicidade e Paisagismo, por exemplo, continuam de vento em popa.

"DECRETO N.º 4064, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2012.

Prorroga os efeitos do Decreto nº 3.979 de 14 de maio de 2012 e Decreto nº 4.033, de 13 de agosto de 2012, que declarou Situação de Emergência no município de Mossoró, afetado por desastres naturais relacionados com a intensa redução das precipitações hídricas, em decorrência da estiagem, e dá outras providências.

A PREFEITA MUNICIPAL DE MOSSORÓ, no uso das atribuições que lhe confere o inciso IX do artigo 78 da Lei Orgânica do Município e no artigo 12 do Decreto Federal nº 895, de 16/08/93, pelo artigo 17 do Decreto Federal nº 5.376, de 17 de fevereiro de 2005, pela Lei Estadual, pela Resolução nº 3 do Conselho Nacional de Defesa Civil, e;

CONSIDERANDO o disposto no Decreto nº 23.037, de 9 de outubro de 2012, que prorroga Decreto nº 22.637, de 11 de abril de 2012, que declarou situação de emergência nos municípios do Rio Grande do Norte, afetados por Desastres Naturais Relacionados com a Intensa Redução das Precipitações Hídricas em decorrência da Estiagem;

CONSIDERANDO a continuidade da situação de anormalidade que ocorreu no município, decorrente da baixa precipitação pluviométrica registrada no período chuvoso do ano, inferior aos demais anos chuvosos, provocando a falta de água potável para o consumo humano, animal e a frustração da safra agrícola, constantes nos formulários de Avaliação de Danos – AVADAN, anexos a este Decreto;

CONSIDERANDO ainda que a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil constatou a continuidade dos efeitos do desastre e recomendou a prorrogação da Situação de Emergência no município, por um período de mais noventa dias.

DECRETA:

Art. 1° - Ficam prorrogados por mais noventa dias os efeitos dos Decretos nº 3.979 de 14 de maio de 2012 e Decreto nº 4.033, de 13 de agosto de 2012, que declarou Situação de Emergência no Município de Mossoró devido à intensa redução das precipitações hídricas, em decorrência da estiagem.

Art. 2º - Este Decreto entra em vigor na data de sua prorrogação.

PALÁCIO DA RESISTÊNCIA, em Mossoró/RN, 12 de novembro de 2012.
MARIA DE FÁTIMA ROSADO NOGUEIRA
Prefeita"

terça-feira, 20 de novembro de 2012

No vermelho


Se os ministros têm rasgos de sinceridade e são os primeiros a reconhecer que as coisas não andam como deveriam, quem somos nós para discordar?

Miriam Belchior, do Planejamento, admitiu que atrasos são "a regra do jogo", enquanto apresentava um cronograma de obras prioritárias cheio de sinais verdes duvidosos. E José Eduardo Cardozo, da Justiça, já disse que as prisões são medievais -prefere morrer a ficar preso.

O Planejamento cuida do PAC, programa que mereceu incontáveis apresentações midiáticas e alavancou a candidatura Dilma Rousseff à Presidência. Já o Ministério da Justiça é responsável pelo sistema penitenciário e pela guarda de presos em condições humanas e dignas. E Belchior e Cardozo são do partido que completa dez anos no poder.

Suas falas não caíram no vazio. Neste mesmo espaço, pela ordem, Valdo Cruz, eu, Melchiades Filho e Fernando Rodrigues apontamos o descompasso entre a imagem de eficiência e a eficiência real do governo.

Exemplos: as vencedoras das licitações dos aeroportos tinham experiência, sei lá, no Butão e na Conchinchina; as novas concessões subiram no telhado; o programa dos portos encalhou; o mercado reclama de "quebra de contrato" na energia elétrica; o setor aéreo pinta e borda; os apagões são rotineiros; a Petrobras só dá más notícias.

Mas, apesar dessas e outras, o governo é muito bem avaliado desde o início e Dilma continua concorrendo com Lula em popularidade.

Para Gustavo Patu, um dos autores da reportagem de hoje sobre PAC e atrasos, há duas explicações para o descompasso entre imagem e realidade: o marketing excelente, herdado de Lula, e os dados de emprego, que são, de fato, muito bons.

A "gerentona" Dilma não deve se contentar só com isso. Tem de descobrir o que está errado. Um bom começo seria ouvir ou demitir os seus ministros -e não só gritar com eles.

*O texto é de Eliane Cantanhêde para a Folha de São Paulo

Desvios na estrada

Deu na Tribuna do Norte:

"»Vestígios...
Lupas sobre as obras de duplicação da BR-101 e o TCU detectou irregularidades no trecho que compreende o RN. No relatório, o ministro Raimundo Carreiro determinou a suspensão do pagamendo à Pedreira Potiguar, pelo 1º Batalhão de Engenharia de Construção (1º BEC).

»...Que apontam...
Nos indícios de irregularidades, pagamento superfaturado de brita e rachão, “inicialmente em mais de 100%”. No lote 1, de responsabilidade do Exército, a medição teve “quantidade 104% superior que a necessária”, com pagamento a mais de R$ 8.354.269,72.

»...Danos...
Em todos os contratos firmados, a auditoria chegou a “uma diferença de mais de R$ 23 milhões entre os pagamentos realizados pelo 1º BEC” e os “insumos necessários”, de acordo com a medição do Dnit. Alerta que o Batalhão contratou “brita, inclusive de rachão”, mas possui “um britador, (que antes) britava a própria brita”.

»...Ao erário
Aponta que a quantidade necessária para a obra era de R$ 223.319,21, mas foram pagos R$ 456.482,09. De serviços executados e não medidos: R$ 37.791,93. 

»Em tempo
O Ministério Público Federal no RN vai oficiar o Exército solicitando dados da empresa e para saber se os pagamentos foram suspensos, como determinado pelo TCU."

MP lançou em Mossoró campanha Conte até 10


O Ministério Público do Rio Grande do Norte lançou nesta manhã, 19/11, na cidade de Mossoró a Campanha “Conte até 10. Paz. Essa é a atitude”.
 
O lançamento da campanha, aconteceu no Campus da UnP, no início da manhã, e fez parte de um trabalho de divulgação regionalizada para difundir a ação em todo o território estadual.
 
A Campanha Conte até 10 reúne campeões de UFC, como Anderson Silva e Júnior Cigano, e os judocas campeões olímpicos, Sarah Menezes e Leandro Guilheiro, com o objetivo de transmitir uma mensagem de tolerância e paz para a população.
 
Apenas em 2010 no Brasil foram cometidos 49.932 homicídios e grande parte dos assassinatos foram cometidos por pessoas que nunca mataram antes, ou seja, pessoas que mataram por impulso. Brigas de trânsito ou discussões em bares podem acabar tendo um final trágico. É exatamente contra esse tipo de atitude que a campanha pretende sensibilizar as pessoas.
 
A iniciativa da campanha é do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) em parceria com a Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (ENASP). A campanha foi lançada nacionalmente no último dia 08 de novembro.
 
O próprio Procurador-Geral de Justiça, Manoel Onofre de Souza Neto, lançou a campanha em Mossoró onde se encontra no dia de hoje participando de mais um Encontro Regional do Ministério Público. Na próxima sexta-feira, dia 23/11, a campanha Conte até 10 será lançada em Natal, onde o PGJ pedirá o apoio de toda a mídia na divulgação.

*Com informações da assessoria do MP.

Indústria perde até R$ 45 bi com feriados

Deu n'O Estado de São Paulo:

"O Dia da Consciência Negra, celebrado nesta terça-feira, pode causar uma perda de até R$ 1,3 bilhão no Produto Interno Bruto (PIB) da indústria de São Paulo este ano. O valor é correspondente à riqueza gerada pelo setor por dia útil trabalhado na região. Como as capitais costumam responder por grande parte do PIB do Estado, a magnitude da perda com o feriado municipal poderia se aproximar desse valor.


Um estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) prevê que o excesso de feriados levará a uma perda de até R$ 44,9 bilhões na indústria brasileira em 2012.
O levantamento só considera feriados nacionais e estaduais. Portanto, como o Dia da Consciência Negra é um feriado municipal em São Paulo, a redução de R$ 1,3 bilhão na geração de riqueza ainda não entra nesse valor de quase R$ 45 bilhões.
Ou seja, no ano, a perda no PIB industrial paulista pode chegar a R$ 15,4 bilhões, acima dos R$ 14,1 bilhões estimados inicialmente pela Firjan. "Nós também não colocamos o enforcamento dos dias que ficam entre feriados e finais de semana, mas isso agrava essas perdas", observou Jonathas Goulart Costa, analista de Desenvolvimento Econômico da Firjan.
Em 2012 são contabilizados dez feriados nacionais e outros 30 feriados estaduais em dias úteis. No ano passado, houve apenas um feriado nacional a menos. No entanto, a perda estimada com feriados na indústria brasileira para este ano é 21% maior do que em 2011, quando ficou em R$ 37,3 bilhões.
O estudo tem como base uma estimativa de crescimento de 2,1% para o PIB nacional em 2012, e não leva em consideração as paralisações na produção ocasionadas pelos feriados municipais e dias úteis "enforcados". Segundo Costa, a indústria não pode se proteger dos enforcamentos transferindo a folga do feriado para um dia útil mais próximo ao feriado anterior.
"Teoricamente a indústria não pode decidir esse tipo de coisa. E ela não tem como obrigar o funcionário a trabalhar no feriado, até porque o custo trabalhista com a mão de obra seria muito maior", explicou o economista da Firjan.
Pelo País mais de 450 municípios adotam o Dia da Consciência Negra como feriado, segundo o último levantamento da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. O órgão federal, no entanto, informa que o número já está desatualizado devido às cidades onde a lei que decreta o dia livre foi criada ou revogada. A data festiva é considerada feriado de acordo com leis municipais ou estaduais."

Paulo Davim assumirá comando do PV

Paulo Davim, senador em exercício pelo PV, na vaga do ministro Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN), Paulo Davim, assumirá em definitivo o comando do Partido Verde.

Com o fim melancólico da presidente estadual do PV no Rio Grande do Norte, Micarla de Sousa, que foi afastada pela Justiça da Prefeitura de Natal, o comando nacional da legenda afastou-a também do comando estadual do partido.

No próximo dia 01 de dezembro Paulo Davim assumirá oficialmente o comando promete reestruturar a legenda no RN.

Nota: quem também tentava o comando do PV era o vereador Edvan Martins, presidente da Câmara Municipal de Natal, e o deputado estadual Gilson Moura.

Sérgio Freire é eleito para presidir OAB estadual

A chapa composta por Sérgio Freire (Presidente) e Marcos Guerra (Vice) tiveram 52,3% dos votos válidos na disputa pela OAB estadual.

Aldo de Medeiros Filho (Presidente) e Lúcia Jales (Vice) ficaram com 47,7%.

Maioria de 204 votos em todo o RN.

Aldo Fernandes eleito para presidir a OAB-Mossoró

O advogado Aldo Fernandes foi eleito com maioria apertada. Teve 52% dos votos.

Aurino Carlos, segundo colocado, ficou com 48%.

Maioria de apenas 28 votos.

Nota: Aldo foi candidato apoiado pela atual diretoria da entidade e por forte apoio político externo, como por exemplo, da prefeita de Mossoró e da governadora do Estado.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Força de Eduardo Campos favorece Henrique Alves

De acordo com o site Congresso em Foco, a candidatura de Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para Presidência da Câmara dos Deputados ganha força para não dar chance ao candidato Júlio Delgado (PSB-MG).

Eis o que diz o site:

"Nas últimas semanas, a candidatura de Júlio Delgado (PSB-MG), apontada como uma possibilidade real de vencer o peemedebista, sofreu um revés. Era tido como certo o apoio do PSD, quarta maior bancada da Câmara, ao socialista. Porém, na semana passada o partido passou a pender para Alves. Se for confirmada a adesão da nova legenda ao atual líder do PMDB na Casa, a campanha de Delgado perde fôlego. Acabou por pesar contra Júlio Delgado o peso do ótimo desempenho do PSB nas eleições municipais. Como o PT passou a acreditar que a estratégia do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente do PSB, é começar a descolar seu partido do PT para vir a se apresentar como alternativa em 2014 à sucessão da presidenta Dilma Rousseff, a candidatura de Júlio Delgado passou a ser vista como parte dessa estratégia. Assim, o PT e o governo passaram a trabalhar intensamente para esvaziar tal possibilidade."

domingo, 18 de novembro de 2012

Walter Alves governador?

O deputado estadual Walter Alves tem 32 anos e está em seu segundo mandato de deputado estadual. Ele poderá ser candidato do PMDB para o Governo do Estado em 2014.

Para isso conta com apoios fortes.

O pai, Garibaldi Alves Filho, senador licenciado e ministro da Previdência, homem muito poderoso, já foi prefeito de Natal, deputado estadual, senador algumas vezes e governador do Rio Grande do Norte por duas vezes, anda dando sinais de insatisfação com o governo aliado à nível estadual.

O primo, Henrique Alves, também muito poderoso, está em seu 11º mandato de deputado federal. É líder da bancada do PMDB na Câmara dos Deputados há não sei quantos anos e caminha para ser presidente da Câmara a partir de 2013. Será o terceiro na ordem sucessória da Presidência da República.

Idade mínima para concorrer em eleições

A Constituição Federal de 1988 prevê idade mínima de: 

a) trinta e cinco anos para Presidente e Vice-Presidente da República e Senador; 

b) trinta anos para Governador e Vice-Governador de Estado e do Distrito Federal; 

c) vinte e um anos para Deputado Federal, Deputado Estadual ou Distrital, Prefeito, Vice-Prefeito e juiz de paz; 

d) dezoito anos para Vereador.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Declaração do ministro seria “recado” para melhorar participação do PMDB no governo

Deu no Jornal de Hoje:


Em sua entrevista ontem, o ministro Garibaldi não descartou a possibilidade de rompimento, inclusive citou a hipótese, considerada por ele natural, de candidatura própria do PMDB ao governo do Estado. A aliança do PMDB com o PT da presidente Dilma Rousseff deverá ser renovada em 2014 e, neste caso, os líderes locais do PMDB, Henrique Alves, e Garibaldi, teriam por prioridade aliarem-se a partidos da base de Dilma, o que excetuaria a presença do DEM.
O resultado seria o rompimento do PMDB com o DEM para atender a esta aliança nacional. Em reforço ao que seria esta tendência, os projetos pessoais de Henrique Alves de presidir a Câmara dos Deputados e de Garibaldi continuar ministro de Estado precisam do aval da presidente e Dilma não estaria disposta a aceitar a aliança de aliados tão importantes com políticos do DEM, principal adversário do governo do PT.

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Novo cemitério para Mossoró será da iniciativa privada

O Grupo Vila, que já possui cemitérios em outras cidades, construirá um novo equipamento em Mossoró.

Na zona urbana da cidade temos dois cemitérios. O São Sebastião, no Centro, e o "Cemitério Novo", na estrada do Contorno.

Desde 2009 que nós vereadores colocamos emendas na Lei Orçamentária Anual para construção de um novo cemitério em Mossoró, mais precisamente no grande Alto de São Manoel.

Nota: mais uma vez, por inércia do Poder Público, a iniciativa privada chega para suprir uma necessidade pública da sociedade mossoroense.

Câmara aprova adicional de periculosidade de 30% do salário para vigilantes

Deu na Folha de São Paulo:


"A Câmara aprovou nesta terça-feira (13) projeto que concede salário adicional de periculosidade para vigilantes e seguranças privados em transporte de valores. A proposta segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

O texto aprovado, de autoria da senadora Vanessa Graziottin (PCdoB-AM), altera a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e prevê um acréscimo de 30% sobre o salário dos vigilantes em razão aos riscos que estão expostos no cumprimento de suas atividades.

Após acordo sobre a matéria ficou excluída, no entanto, a previsão de o adicional também se estender para aqueles que trabalham em exposição permanente a acidentes de trânsito.

São consideradas atividades ou operações perigosas pela CLT, desde 1977, aquelas que, por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem o contato permanente com inflamáveis ou explosivos em condições de risco acentuado."

Casa de ferreiro, espeto de pau

Olha só essa notícia da Folha de São Paulo:

"O senador Mário Couto (PSDB-PA) --que no mês passado, sem citar nomes, chamou de "ladrões" seus colegas de Senado-- teve bens bloqueados pela Justiça do Pará por suposto envolvimento em um esquema de fraudes em licitações na Assembleia Legislativa do Pará, quando foi presidente da Casa (2003-2007).

O caso ganhou repercussão pela descoberta da contratação de uma fábrica de tapioca para realizar serviços de engenharia, dentre outras supostas fraudes. O senador afirma que não tinha conhecimento dos casos.

O Ministério Público do Pará pede que Couto e outros acusados devolvam R$ 13 milhões aos cofres públicos, valor das licitações no período de 2004 a 2007.
Foi justamente desse valor de R$ 13 milhões que o juiz Elder da Costa determinou o bloqueio dos bens de Couto e outros cinco acusados.
...
Ele também é acusado em uma outra ação sobre supostas fraudes na folha de pagamento da Assembleia, com contratação de funcionários fantasmas. Seus bens chegaram a ser bloqueados e, após recurso, ele conseguiu derrubar o bloqueio.

No mês passado, Couto fez um discurso no Senado pedindo aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) que "limpem" o Congresso Nacional. "Vejam o patrimônio de cada senador. Não engavetem os processos desses ladrões que estão aqui", afirmou na tribuna do Senado."

Wilson Simonal - Ninguém Sabe o Duro Que Dei


Há alguns meses tive o prazer de assistir o filme sobre a vida de Wilson Simonal. Este vídeo acima é de divulgação do mesmo.

Frase

"Se fosse para cumprir muitos anos em uma prisão, em algumas prisões nossas, eu preferia morrer" - José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça do Brasil.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Deputada defende vagas para curso de Medicina da UFERSA


A deputada federal Sandra Rosado (PSB-RN) cobrou em plenário a criação de vagas por parte do Ministério da Educação (MEC) para o curso de Medicina da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Como coordenadora da Bancada Federal em Brasília, Sandra Rosado apresentou Indicação solicitando posicionamento por parte do Governo Federal para o novo curso de Medicina em Mossoró.

Sandra Rosado que é autora do projeto de lei que instituiu a Faculdade de Medicina da
universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), ainda na condição de deputada estadual, foi também quem em março de 2003, já como deputada federal, encaminhou Requerimento ao então Ministro da Educação, Cristovam Buarque, sugerindo a transformação da Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM) em Universidade.

De acordo com a parlamentar, o curso de Medicina da UFERSA, que já está institucionalmente criado, vai servir como pontapé para a instalação da unidade acadêmica de Ciência da Saúde, o que é fundamental para a consolidação da UFERSA como universidade ampla do Semi-Árido.



“Acredito que os cursos de Medicina da UFERSA e da UERN, somados, serão fundamentais para gestão junto ao Ministério da Saúde. A partir daí, Mossoró se credencia para ganhar o segundo hospital regional, que atenderá a uma população de cerca de 800 mil pessoas”, justificou Sandra Rosado.

A deputada disse ainda em sua fala que a UFESA possui uma das melhores infraestruturas do Nordeste para implantação do curso de Medicina numa Unidade Federal.  “Mossoró é a única cidade do Nordeste que se aproxima de uma população de 300 mil habitantes e que não tem um curso de Medicina autorizado ou em funcionamento numa universidade federal”, enfatizou.

Outra justificativa apontada por Sandra Rosado é que o novo curso da UFERSA contribuirá para reduzir de 100 candidatos-vaga para menos de 30 candidatos-vaga a concorrência desse curso na UERN. “O curso de Medicina pode contribuir para o compromisso do governo de abrir oportunidades para jovens que precisam da escola pública”, disse.

Pela proposta, o curso de Medicina da UFERSA irá oferecer 80 vagas anuais, sendo 40 por semestre. A expectativa é de que os alunos sejam selecionados no ENEM já do próximo ano, com ingresso em 2014.

De acordo com o projeto, para a implantação do curso de Medicina será necessária a contratação de 52 professores e 14 servidores técnicos administrativos.




Vamos saber quanto pagamos de imposto

Talvez uma pessoa que não tem carro ou moto diga que não se importa com o aumento do preço dos combustíveis. O problema é que essa pessoa não sabe que a empresa que transporte o óleo de cozinha que ele compra na bodega usa o combustível.

A carga tributária no Brasil é das mais altas do mundo. Todos nós pagamos, caro, por isso.

Um projeto aprovado agora há pouco na Câmara dos Deputados vai obrigar as empresas a colocarem quanto pagamos de impostos em todos os produtos.

A iniciativa partiu de associais comerciais de todo o país, que conseguiram 1,5 milhão de assinaturas, e o Congresso aprovou.

Resta saber se a presidenta Dilma vai sancionar ou vetar o projeto.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Créditos suplementares

Um mês depois das eleições, a prefeita de Mossoró abre "créditos suplementares" espantosamente elevados.

No último Jornal Oficial do Município (Nº 172), há remanejamentos que totalizam R$ 65.625.187,87.

Tudo bem que há aí um empréstimo, autorizado pela Câmara Municipal, de cerca de R$ 45 milhões, mas ainda há outros R$ 19.805.946,24.

Algumas coisas chamam a atenção...

Há muito remanejamento para pagamento de pessoal e estagiários...

Tem ainda remanejamento de R$ 350.000,00 para PROPAGANDA e...

R$ 200.000,00 para, acreditem, MANUTENÇÃO DOS SERVIÇOS POSTAIS.

Nota: a PMM já torrou R$ 370.636,08 em "Serviços Postais" em 2012. Somando os duzentos mil de agora, vamos para 570.636,08.

No ano passado, 2011, o gasto total foi de 267.356,70.

Coincidência com ano eleitoral?

Mensagem de José Dirceu

"Dediquei minha vida ao Brasil, a luta pela democracia e ao PT. Na ditadura, quando nos opusemos colocando em risco a própria vida, fui preso e condenado. Banido do país, tive minha nacionalidade cassada, mas continuei lutando e voltei ao país clandestinamente para manter nossa luta.
Reconquistada a democracia, nunca fui investigado ou processado. Entrei e saí do governo sem patrimônio. Nunca pratiquei nenhum ato ilícito ou ilegal como dirigente do PT, parlamentar ou ministro de Estado.
Fui cassado pela Câmara dos Deputado e, agora, condenado pelo Supremo Tribunal Federal sem provas porque sou inocente.
A pena de 10 anos e 10 meses que a suprema corte me impôs só agrava a infâmia e a ignomínia de todo esse processo, que recorreu a recursos jurídicos que violam abertamente nossa Constituição e o Estado Democrático de Direito, como a teoria do domínio do fato, a condenação sem ato de ofício, o desprezo à presunção de inocência e o abandono de jurisprudência que beneficia os réus.
Um julgamento realizado sob a pressão da mídia e marcado para coincidir com o período eleitoral na vã esperança de derrotar o PT e seus candidatos. Um julgamento que ainda não acabou. Não só porque temos o direito aos recursos previstos na legislação, mas também porque temos o direito sagrado de provar nossa inocência.
Não me calarei e não me conformo com a injusta sentença que me foi imposta. Vou lutar mesmo cumprindo pena. Devo isso a todos os que acreditaram e ao meu lado lutaram nos últimos 45 anos, me apoiaram e foram solidários nesses últimos duros anos na certeza de minha inocência e na comunhão dos mesmos ideais e sonhos.
"

* José Dirceu era Ministro Chefe da Casa Civil quando aconteceu o que a mídia batizou de mensalão.

Ele foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal.

Mais Irrigação

Deu na Folha de São Paulo:

"Pedindo água Dilma Rousseff anuncia amanhã o "Mais Irrigação", que prevê cerca de R$ 3 bilhões para o combate à seca do Nordeste. É mais um modo de a presidente fincar uma bandeira no Nordeste e se contrapor às articulações de Eduardo Campos (PSB) para disputar a Presidência em 2014.
Para foto A cerimônia terá pompa e circunstância, com a presença dos governadores da região, entre eles o de Pernambuco, no Planalto.
Agente duplo O plano foi concebido pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, que é do partido de Eduardo Campos. Na sexta, na volta de Salvador, ele mostrou o projeto a Dilma, que o considerou pronto para ser divulgado."

domingo, 11 de novembro de 2012

Discurso de Marcos Araújo

Na semana em que o Executivo municipal insiste em comemorar a data da emancipação política, a Câmara Municipal fez uma sessão solene para homenagear algumas pessoas que, na opinião dos vereadores, fizeram algo importante por nossa cidade.

Falando em nome dos homenageados, o advogado Marcos Araújo fez um discurso brilhante, do qual destaco um pequeno trecho: "A sociedade reclama por verdadeiros ideais como os que motivaram os padres do início desse escrito. Toda a ação política deveria ser em favor do desejo coletivo. Esse deveria ser o nosso credo, essa deveria ser nossa profissão de fé.
Mas, como podemos falar no presente em emancipação sem fazer uma incursão crítica nas atitudes dos nossos gestores públicos? Certamente, só poderemos comemorar a “nossa” emancipação quando o Estado-Poder registrar em sua contabilidade menos pagamentos em contas publicitárias, e mais investimentos na educação; menos pagamentos em diárias, e mais recursos na saúde; menos desvios para as superficialidades festivas, e mais gastos com a segurança; maior proteção a res publica, e menos apropriação privada dos recursos do erário…
A liberdade política de um povo brota dos sonhos que acalentam os seus mandatários. Se a imagem de futuro de uma sociedade estiver grosseiramente equivocada pelas ações políticas do presente, o sistema social acabará por trair os seus jovens e destruir as gerações do porvir."

Nota 1: para ler o discurso completo, clique AQUI.

Nota 2: para saber sobre a confusão na data da emancipação, clique AQUI.