sábado, 10 de novembro de 2012

Dilma agrada PSB após crescimento eleitoral


Deu na Folha de São Paulo:
"Diante de quatro governadores e de um ministro do PSB reunidos ontem em Salvador (BA), a presidente Dilma Rousseff reforçou os agrados do Palácio do Planalto ao partido aliado.
Dilma anunciou investimentos de R$ 1,8 bilhão para "resolver estruturalmente o problema da seca", que atinge a região dos políticos presentes à reunião da Sudene (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste).
A seca no Nordeste e a necessidade de apoio federal vinham sendo tema de queixas do presidente nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos.
A sigla foi a que mais cresceu proporcionalmente nas últimas eleições municipais, e em muitos casos aliada a legendas de oposição ao Planalto, o que ensejou especulações sobre possível "voo solo" de Campos em 2014 -incluindo uma candidatura à Presidência da República.
CAMPOS
Questionado sobre o assunto, Campos desconversou, citando "convencimento político de que não podemos de encurtar o mandato da presidenta": "Esse é o jogo que a oposição quer", declarou o governador sobre as especulações de que poderia se aliar ao PSDB para disputar o Palácio do Planalto ao final de seu mandato.
Sem entrar em detalhes, o presidente do PSB disse ter conversado com Dilma, em jantar no último dia 6, sobre seus projetos para 2014, mas minimizou declaração do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), que sugeriu Campos como candidato a vice-presidente em uma eventual chapa de Dilma à reeleição (leia a reportagem ao lado).
Cid sugeriu ainda que o atual vice-presidente, Michel Temer (PMDB), se candidate ao Senado. Campos desconversou e afirmou que decidir agora sobre 2014 implica uma maior chance de erro. "Porque as circunstâncias são muito importantes em processo como esse", declarou.
"Vocês acabaram de assistir a uma eleição municipal em que muita coisa escrita dois anos antes não teve valor no dia da eleição", completou Campos.
Ao final do evento, enquanto Dilma se apressou em pegar um avião para Brasília, Eduardo Campos foi assediado até por turistas hospedados no hotel que sediou a reunião -alguns pediram para tirar fotografias.
Além de Cid Gomes e Campos, participaram do encontro os governadores do PSB Ricardo Coutinho (Paraíba) e Wilson Martins (Piauí), além de representantes e governadores dos outros sete Estados do Nordeste, mais Minas Gerais e Espírito Santo."

Nenhum comentário: