terça-feira, 12 de março de 2013

Custo direto de pronunciamento foi de R$ 90,5 mil

Quando rádios ou televisões abrem suas grades para pronunciamento oficial ou propaganda eleitoral gratuita, o contribuinte vai terminar pagando, pois as empresas descontam em impostos federais aquele valor.

A Globo, por exemplo, vai receber uma grande bolada em dedução de impostos pelo pronunciamento da presidenta Dilma Rousseff na última semana.

Além deste custo, segundo a Secretaria de Imprensa da Presidência, o Governo Federal pagou à Propeg a bagatela de R$ 90.562,50 pela produção da peça.

Nenhum comentário: