quinta-feira, 21 de março de 2013

Mossoró fica em último lugar no ranking de geração de emprego no Estado

Deu em O Mossoroense:

"O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) divulgou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referentes ao mês de fevereiro 2013. Mossoró aparece em último lugar na lista do Estado com os treze municípios acima de 30 mil habitantes. No mês passado, foram admitidas 2.103 pessoas, enquanto que 2.696 foram desligadas. Dessa forma, o município perdeu 593 postos de trabalho.
No acumulado deste ano, Mossoró perdeu 1.054 postos de trabalho. A área responsável pelo número elevado de dispensa é a agropecuária, com o saldo negativo de 784. Outra área que também demitiu mais do que contratou é a construção civil, com 212 vagas perdidas. A extração mineral também perdeu a mesma quantidade de postos de trabalho que a construção civil.
As únicas áreas que registram um saldo positivo no acumulado dos meses de janeiro e fevereiro deste ano, são: Indústria de Transferência (53), Serviços Industriais de Utilidade Pública (4) e Serviços (146).
Na análise dos últimos dez anos da pesquisa Caged/MTE, os números deste ano só são piores do que os de 2008, quando o município perdeu 1.598 postos de trabalho. Na mesma análise da pesquisa, o número de demissões foi superior do que de admissões somente no ano de 2010, quando houve um saldo positivo de 312 novos empregos em Mossoró.
Nos anos anteriores, o setor de agropecuária também foi o responsável pelos números negativos. Em 2012, a área perdeu 877 postos de trabalho, quando o acumulado do município registrava um saldo negativo de 334. Já em 2010, o setor registrou um saldo negativo de 766 empregos, quando o acumulado de Mossoró era de - 490.
O primeiro lugar do ranking estadual ficou com o município de Parnamirim, com 1.345 admissões e 1.064 desligamentos, tendo um saldo de 281. Os municípios de Caicó (126), Macaíba (30), São Gonçalo do Amarante (18) e Nova Cruz (13) completam o ranking dos cinco primeiros colocados na geração de emprego no Estado. Natal ficou com a 12ª posição, à frente somente de Mossoró, com um saldo negativo de 215."

Nenhum comentário: