quarta-feira, 10 de abril de 2013

Bancada de Cláudia derruba prestação de contas da PMM

(A) A bancada da prefeita Cláudia Regina (DEM) na Câmara Municipal de Mossoró derrubou o requerimento oral do vereador Tomaz Neto (PDT), que solicitava a discriminação dos restos a pagar do Orçamento Geral do Município (OGM) no exercício de 2012. O argumento do líder da oposição Manoel Bezerra (DEM) é de que os dados já foram publicizados. "O governo nem aconselhou a gente a tomar essa decisão. O problema é que as informações que eles queriam já foram publicadas no Diário Oficial", argumentou.

O argumento não convenceu Tomaz Neto. "O que está no Diário Oficial é a maquiação das coisas. O que eu quero ver é o conteúdo dos restos a pagar. O que tem ali é só o por cima. Quero saber o que é o débito, porque é e para que é", questionou.O vereador Genivan Vale (PR) considerou inconsistente os argumentos de Manoel Bezerra. "Esse argumento é insustentável porque o detalhamento ainda não chegou à Câmara e é nosso dever legislar e fiscalizar. São as duas principais prerrogativas do parlamentar", frisou.

O autor do requerimento disse ter ficado indignado com a decisão dos colegas. "Foi uma situação muito desagradável. A gente queria ter a oportunidade de apreciar os restos a pagar porque a gente sabe que ficou muita coisa do ano passado", frisou. Ele disse também ter ficado muito decepcionado com os vereadores novatos que vinham ensaiando formar um grupo independente dentro da bancada governista. 

"Ainda nutria a ideia de que a Câmara tinha melhorado, mas estava enganado. O Palácio da Resistência segue no comando e eles seguem fielmente às orientações do líder Manoel Bezerra", frisou. (Fonte: http://www.omossoroense.com.br/index.php/politica/48894-bancada-de-claudia-derruba-prestacao-de-contas-da-pmm).

Nenhum comentário: