domingo, 7 de abril de 2013

Eduardo Campos separa o debate político da eleição presidencial

(A) O governador de Pernambuco e presidente Nacional do PSB, Eduardo Campos, reiterou, nesta sexta-feira (05), que o debate sobre os problemas do Brasil não pode ser adiado nem atrelado à sucessão presidencial de 2014. Ele concedeu uma entrevista à imprensa após ministrar palestra no 57º Congresso Estadual dos Municípios de São Paulo, realizado na cidade de Santos (SP), em que discorreu sobre temas como a economia, os desafios para a juventude brasileira e a MP dos Portos. 

Provocado pelos jornalistas, Campos, mais uma vez, informou que a possibilidade de uma candidatura presidencial do PSB será apreciada apenas em 2014 e reafirmou que seu partido, assim como todos os outros partidos brasileiros, tem o direito e a legitimidade para tomar essa decisão, caso seja o desejo da maioria. "Nós não temos de pedir licença a outras agremiações partidárias para tomar decisões", avisou. 
Eduardo Campos defende o fortalecimento dos municípios

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos,reafirmou ontem a necessidade de um novo relacionamento entre União, Estados e municípios para garantir as condições de desenvolvimento do país. Presidente Nacional do PSB, o político pernambucano participou do 57º Congresso Estadual de Municípios de São Paulo, realizado na cidade de Santos (SP), onde defendeu com veemência a importância de um debate franco em torno dos problemas do país, especialmente no momento em que os efeitos da crise financeira internacional são sentidos no Brasil de forma mais intensa e continuada. (Fonte: Site do PSB Nacional).


Nenhum comentário: