segunda-feira, 1 de abril de 2013

Vendas de armas diminui 35% após estatuto do desarmamento

O levantamento divulgado hoje pelo IPEA revela que após o estatuto do desarmamento, a venda de armas de fogo caiu 35% no país.

Onde há mais armas, há mais violência, comprova o estudo.

"Os Estados de São Paulo, Rio e Pernambuco são aqueles que tiveram a maior redução das taxas de homicídio no país na primeira década deste século. Já o Pará, Bahia e Maranhão foram aqueles com maior taxa de mortes violentas.

No levantamento, os pesquisadores revelam que das 20 microrregiões - áreas com mais de 100 mil habitantes - com mais armas, 13 estão no Nordeste e quatro no Sudeste. Nessas áreas, a taxa de homicídios chega a 53,3 homicídios por habitante.

Por outro lado, as 20 microrregiões com menos armas a estatística se inverte. O Sudeste aparece com 12 áreas e o Nordeste com quatro. Nessas regiões a taxa de homicídios foi de 7,2.

O estudo foi elaborado com base nos dados do SUS (Sistema Único da Saude) sobre mortes violentas." (Folha de São Paulo)

Nenhum comentário: