sexta-feira, 3 de maio de 2013

Larissa defende RN em Plano Federal para proteger jovens de assassinatos

(A) Mais da metade (53,3%) dos 49.932 assassinados no Brasil são jovens, 76,6% negros (pretos e pardos) e 91,3% masculinos (Ministério da Saúde, 2010). Para enfrentar o problema, o Governo Federal lançou o Plano Juventude Viva.
O Rio Grande do Norte, entretanto, ainda não aderiu à iniciativa. “Com isso, o Estado está perdendo a oportunidade de receber recursos federais para reduzir a violência entre jovens”, alerta a deputada estadual Larissa Rosado (PSB).
Esta semana, na Assembleia Legislativa, a parlamentar requereu ao Governo do Estado adesão do RN ao Plano Juventude Viva, que contempla ações sociais para prevenir crimes contra jovens, principalmente, em áreas periféricas.
Gravidade

A deputada Larissa há nove dias participou de audiência pública, na Assembleia, sobre violência contra juventude, e está preocupada com o problema. “Em 30 anos, assassinatos de jovens aumentaram 591,5% no Brasil”, adverte.
Os dados são do Mapa da Violência no Brasil e revelam a gravidade da situação, que não é diferente no Rio Grande do Norte. Em Mossoró, por exemplo, a maioria dos assassinados tem menos de 25 anos, segundo a Polícia Civil.
E o aumento de crimes revela que o Estado, sozinho, não se mostra capaz de reverter o problema. “Precisamos de parcerias, e o Plano Juventude Viva é um caminho para reforçamos a proteção dos nossos jovens”, reforça Larissa. (Assessoria de Comunicação Larissa Rosado).

Nenhum comentário: