quinta-feira, 11 de julho de 2013

Carga horária além do limite

O dia tem 24 horas, a semana tem 07 dias, portanto, temos 168 horas em uma semana. Isso é lógico. Todo mundo já sabe. 

Mas como "milagres" acontecem, tem gente na Prefeitura Municipal de Mossoró com carga horária semanal de até 400 horas. 

 Por exemplo, a servidorea Maria José Carvalho teve uma carga horária de 220h em maio. 

Já o subsecretário de Trânsito e Transporte Marlos Augusto Ciarlini "trabalhou" 220 horas em junho e por isso recebeu R$ 18.840,00.

Também na Subsecretaria de Trânsito e Transporte, os servidores Antonio Adalberto de Oliveira Jales, Maribel Machado Oliveira, Bruno Figueiredo Caetano de Lima, Helenilda Soares Albuquerque Moreira e Galttieri Ferreira Tavares tiveram carga horária de, pasmem, 400 horas. 

Na Subsecretaria de Desenvolvimento Rural, Carlos Alberto de Sousa Rosado Segundo, teve carga horária de 220 horas, assim como o secretário de Cultura Jeronymo Gustavo de Góis Rosado, que tem carga horária de 220 horas e Boanerges Perdigão Junior, que tem 270 horas.

Isso para citar apenas alguns casos.

No Portal da Transparência não informa se a carga horária é semanal ou mensal.

Mesmo que seja mensal, há um problema. Uma Lei estadual proíbe uma carga horária superior a 60 horas semanais no Rio Grande do Norte.

Os que têm 220 horas precisam ter cuidado com a saúde. Trabalhar no limite pode causar uma estafa.

Nenhum comentário: