quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Lairinho e representantes de movimentos organizados criticam inversão de prioridades no orçamento municipal

(A) Em posicionamentos harmoniosos, tanto o vereador Lairinho Rosado (PSB) quanto representantes de movimentos organizados com atuação local criticaram a inversão de prioridades evidenciada no planejamento orçamentário da cidade que começou à ser debatido nesta terça-feira (15) na Câmara Municipal de Mossoró.

A audiência pública realizada nesta terça discutiu o Plano Plurianual do Município de Mossoró para o período de 2014-2017. Inicialmente, em pronunciamento durante o debate, o vereador Lairinho lamentou o fato da peça orçamentária ter sido encaminhada para o legislativo mossoroense sem proporcionar um tempo para uma análise mais aprofundada.
“Lamento que o PPA que deveria ter sido enviado no primeiro semestre só tenha chegado recentemente; o que dificulta uma melhor leitura e estudo do Plano”, afirmou o parlamentar, lembrando que o mandato apresentou emendas ao orçamento, como a que cria o Passe Livre, que, caso seja aprovada à curto prazo, ainda pode ser contemplado pelo orçamento municipal 2014-2017.
 
“Ao invés de gastos excessivos com propaganda e com festas é preciso dar prioridade à investimentos em áreas como, transporte coletivo“, asseverou Lairinho, sob fortes aplausos de representantes do movimento “Pau de Arara”, que também criticaram a inversão de prioridades no orçamento municipal. “É inadmissível que tenham direcionado apenas dois milhões para o plano de mobilidade urbana, enquanto, só neste ano, gastos com propaganda já chegaram à cinco milhões”, disse Jeferson Santos, integrante do Pau de Arara, ao utilizar a tribuna popular.
Anseios da população
Em posicionamento similar, a professora universitária Ady Canário e o coordenador-geral do Sinte Mossoró, Rômulo Arnaud, também disseram que há uma distorção de prioridades ao se investir em propaganda em vez de setores como educação. “O atual orçamento municipal não contempla os reais anseios da população”, falou Arnaud.

Estiveram presentes à audiência o secretário de planejamento do município de Mossoró, Adonias Vidal; a assessora da pró-reitoria de planejamento e Orçamento da UERN, Tatiane Leite; o presidente da comissão da assessoria jurídica da OAB, Aldo Araújo; além de representantes da sociedade em geral.
LOA

Nesta quarta-feira (16), também às 9h, será a vez de discutir a Lei Orçamentária Anual para o ano de 2014. 

 

Nenhum comentário: