segunda-feira, 31 de março de 2014

Assista nos dias 01, 03 e 05 de abril as Inserções partidárias do PSB em cadeia nacional de rádio e TV



(A) Assista nesta terça-feira (01), quinta-feira (03) e sábado (05) as inserções partidárias nacionais do PSB, você pode ouvi-las em todas as rádios e assistir em todos os canais de TV do Brasil, ambos em horários aleatórios. As inserções começaram neste sábado (29). São seis programetes, de 30 segundos cada, resultando em cinco minutos diários, completando os 20 minutos por semestre garantidos em lei.

Os temas serão os mesmos tratados pelo presidente Nacional do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e pela ex-senadora e fundadora da REDE Sustentabilidade, Marina Silva, no programa partidário de 10 minutos, que foi ao ar nesta quinta-feira (27). São eles:

1)   Brasil melhor;
2)   Retrocesso;
3)   Inflação;
4)   Nova política;
5)   Sustentabilidade;
6)   Atraso político.


Sobre um Brasil melhor, por exemplo, Eduardo e Marina falaram dos sonhos de cada um para o país. Eduardo disse: “Eu sonho com um Brasil democrático; com um Brasil com educação de qualidade e para todos os brasileiros; com um Brasil generoso com as diferenças; com um Brasil que seja mais equilibrado regionalmente e socialmente. Um Brasil que cuide do patrimônio humano que nós temos, extraordinário, que é esse povo alegre, mestiço, misturado, guerreiro, generoso; e que cuide do enorme patrimônio natural que nós temos, que tem que ter a nossa atenção, que tem que ter o nosso projeto focado exatamente no povo e na Nação que somos”.

E Marina complementou: “Eu sonho com um Brasil que tenha uma agenda, uma agenda estratégica de país. Uma agenda que possa ser perseguida por quem quer que seja o partido que ganhe a eleição. Independente do partido que vai estar no governo. Isso para mim é o grande sonho. Isso só será possível se nós tivermos um realinhamento político no Brasil. De que a governabilidade se dê em cima de programa. Se para o PSB o importante é a democracia, é em cima disso que a gente está conversando. Se para a REDE o importante é o desafio da sustentabilidade, de como usar com sabedoria os recursos naturais e ao mesmo tempo gerar riquezas para melhorar a vida do povo, é em cima disso que a gente conversa”.

O primeiro secretário Nacional do PSB, Carlos Siqueira, destacou a importância da propaganda partidária e, também da disseminação, junto à população, das ideias e propostas que o programa traz para o debate. “Por isso convidamos todos os militantes e simpatizantes do PSB a assistir também as inserções, e depois a divulgar e opinar nossas propostas em suas comunidades e por todos os meios possíveis de comunicação”, reforçou. (Márcia Quadros - Assessoria do PSB Nacional).

sexta-feira, 28 de março de 2014

Lairinho cobra ações do poder público contra a insegurança‏

(A) Diante da crescente violência urbana que atinge o Rio Grande do Norte, o vereador Lairinho Rosado (PSB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Mossoró na sessão da última quarta-feira (26) para tratar sobre a segurança pública no estado.

Em meio ao pronunciamento, o parlamentar cobrou ações do poder público contra a violência e chamou atenção para uma maior participação popular nas políticas de segurança. “Lamento tanto a falta de prioridade na aplicação de recursos públicos quanto o fato da insegurança está se tornando banal ao ponto da sociedade encarar com certa normalidade.”


Durante o posicionamento, Lairinho também descreveu o quadro da violência no território potiguar lembrando que o estado já acumula o número de 382 homicídios, além de casos de ataques à bancos, caixas eletrônicos e ônibus.

“A situação só vem piorando”, acrescentou o vereador, lembrando que o RN ainda sofre com a atual paralisação de advertência da Polícia Civil e do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) e a crise no sistema sócio-educativo e penitenciário do estado.

quinta-feira, 27 de março de 2014

Lairinho homenageia bioquimíca na sessão solene dedicada às mulheres

(A) A bioquímica Salizete Bezerra Rocha recebeu nesta quinta-feira (27) a Medalha do Mérito na Saúde da Câmara Municipal de Mossoró durante a sessão solene em homenagem às mulheres mossoroenses. A iniciativa do vereador Lairinho Rosado (PSB) foi motivada em reconhecimento do desempenho da mesma em importantes serviços no setor privado de saúde, possibilitando à população o acesso a determinados serviços.


O evento serviu para a entrega de 16 homenagens na forma de títulos, diplomas, medalhas e troféus a mulheres com relevantes serviços prestados ao município de Mossoró. A Sessão contou com a presença da população mossoroense, da imprensa local, vereadores e de diversas autoridades, como a presidente da Academia feminina de letras e artes (AFLAM), Ângela Maria Rodrigues, além de representantes do IFRN, UERN e da subseccional da OAB em Mossoró.

Na ocasião, a vereadora Cícera Nogueira (PSD) também exaltou as mulheres da cidade, “especialmente aquelas que estão na favela e não podem estar aqui, aquelas que lutam pelo pão do dia a dia”, disse a edil, qualificando tais mulheres como guerreiras.

Relação das homenageadas

Edvis Santos Soares Serafim - Troféu Mulher Cidadã

Francisca de Vasconcelos Valentim – Troféu Mulher Cidadã

Marta Cortez Belo Pereira - Medalha do Mérito Educacional “Professor Solon Moura”

Maria Izabel de Araújo Montenegro - Medalha de Honra ao Mérito Funcionário Público Padrão “Regina Maura Saboya”

Kátia Maria Santiago Silveira – Medalha do Mérito Educacional

Jemima Dantas da Cunha Miranda - Medalha do Mérito “Maria Sílvia de Vasconcelos”

Raimunda Almeida – Troféu Mulher Cidadã

Maria da Paz Linhares Revoredo – Troféu Mulher Cidadã

Maria de Fátima Gurgel de Sousa – Diploma de Honra ao Mérito Feminino “Ana  Floriano”

Salizete Bezerra Rocha - Medalha do Mérito na Saúde

Larissa Daniela da Escóssia Rosado – Diploma de Honra ao Mérito Feminino “Ana  Floriano”
Francisca Praxedes da Silva – Título de Cidadão Mossoroense

Anatália de Souza Melo Alves – Medalha de Reconhecimento da CMM

Leodise Maria Dantas Soares da Cruz - Medalha do Mérito na Saúde da Câmara Municipal de Mossoró

Cláudia Maria das Dores de Almeida - Medalha Papa João Paulo II da Câmara Municipal de Mossoró

Vânia Gomes Brito Diógenes - Medalha do reconhecimento da Câmara Municipal de Mossoró “Celina Guimarães”

(Com informações e foto da Assessoria de Comunicação da CMM).

quarta-feira, 26 de março de 2014

Lairinho participa de Encontro Programático do PSB e Rede em Salvador

(A) No último sábado (22), o vereador Lairinho Rosado (PSB) participou do 3º Seminário Regional Programático do PSB e Rede. O evento foi realizado em Salvador, no estado da Bahia. Na ocasião, o parlamentar esteve ao lado do presidente Nacional do PSB, Eduardo Campos.


Além de manter contato com Campos, Lairinho também esteve na companhia da ex-senadora Marina Silva. "Alimento o sonho de ver os dois no comando dos destinos do Brasil nos próximos anos", disse o vereador. No evento, Eduardo e Marina reafirmaram compromisso com conquistas sociais, mas, garantiram que ainda querem avançar mais.


Para Marina, o Brasil não pode ser novamente reduzido a essa discussão de quem é o melhor gerente. “É preciso uma visão estratégica para governar um país, como tiveram Fernando Henrique e Lula, em que pesem as divergências que temos com seus governos. Quando não se tem visão estratégica, não se consegue sequer contratar os gerentes certos”, afirmou.

Na mesma linha, o presidente Nacional do PSB afirmou que o que está faltando ao Brasil neste momento é o diálogo, o escutar a vontade do povo. “É o que estamos buscando com os Seminários Regionais Programáticos como este, construindo um roteiro para esse diálogo com a sociedade brasileira”, ponderou. “Queremos animar o país a participar desse debate, a sair da perplexidade em que se encontra diante de tanta coisa errada”. (Com informações do site do PSB Nacional). 



terça-feira, 25 de março de 2014

Lairinho propõe reforma e reabertura de postos policiais

(A) Preocupado com a onda de violência e criminalidade que atinge Mossoró, o vereador Lairinho Rosado (PSB) apresentou em recente sessão da Câmara Municipal duas proposições sugerindo a reforma e reabertura de dois postos policiais na cidade.
 

As medidas solicitadas pelo parlamentar atingem as unidades nos bairros Paredões e Barrocas. As justificativas das proposições destacam que há muitos anos que os referidos postos policiais nas ruas Anatália de Melo Alves e Antônio Soares do Couto encontram-se fechados.
 
 

Segundo as proposições, tal situação deixa os moradores das áreas totalmente inseguros e desprotegidos, sem um policiamento intensivo. Para Lairinho, a reforma e reabertura de tais postos policiais é um serviço de importância fundamental.
 
Quando esta obra estiver concluída com certeza vai propiciar uma melhoria na qualidade de vida dos moradores do bairro.” As Indicações foram apresentadas ao legislativo mossoroense e encaminhadas ao Poder Executivo municipal para as devidas providências.

sexta-feira, 21 de março de 2014

Emenda de Larissa melhorará estrutura da Uern

(A) A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) modernizará e ampliará a rede elétrica do campus central, em Mossoró, com recursos assegurados pela deputada estadual Larissa Rosado (PSB), no Orçamento Geral do Estado (OGE).

O investimento foi detalhado à parlamentar pelo reitor Pedro Fernandes, em audiência na Reitoria, nesta quinta-feira. “O campus cresceu, temos salas climatizadas, equipamentos robustos, e isso obviamente aumenta demanda por energia”, explica Fernandes.


A readequação na rede, segundo o reitor, permitirá instalação de novos computadores e ar condicionados, além de reforço para necessidades futuras. O investimento, programado para este ano, será de R$ 450 mil, assegurados através de emenda parlamentar.

Larissa reiterou compromisso com a Uern, e lembrou destinação em 2013 de R$ 550 mil, já liberados e investidos na construção do prédio da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais (Fanat). “E continuaremos apoiando a universidade”, assegura. (Assessoria de Comunicação Larissa Rosado).

quinta-feira, 20 de março de 2014

Lairinho reafirma preocupação com a situação da Previ-Mossoró

(A) Em pronunciamento na sessão da última terça-feira (18), da Câmara Municipal de Mossoró, o vereador Lairinho Rosado (PSB) reafirmou a preocupação com a situação da Previ-Mossoró. Na ocasião, o parlamentar chamou a atenção tanto para a forma como o Instituto Municipal de Previdência Social foi criado quanto para as dívidas que afetam o sistema.

Durante o uso da tribuna do legislativo mossoroense, Lairinho lembrou que o projeto da Previ-Mossoró foi aprovado às pressas pela Câmara Municipal. “Desde o início já nasceu de forma errada. A proposta foi aprovada em cima da hora, sem uma ampla discussão com os servidores e nem com a população”, destacou ele.


Em seu posicionamento, o vereador também externou a preocupação com as dívidas que atingem o Instituto Municipal de Previdência Social. “É muita grave a irresponsabilidade de como é tratada a Previ-Mossoró”, criticou Lairinho, chamando atenção para o parcelamento de um débito em um período de cinco anos em meio aos prejuízos que afetam o sistema.

“É importante que essa casa não se furte de discutir a situação da Previ-Mossoró. Nosso dever é para com a sociedade e com os servidores”, afirmou o parlamentar que teve a preocupação elogiada por outros vereadores.  

quarta-feira, 19 de março de 2014

Professor Wilson Bezerra e empresário José Nilo são homenageados por iniciativa de Lairinho

(A) Por iniciativa do vereador Lairinho Rosado (PSB), o professor aposentado Wilson Bezerra de Moura e o empresário José Nilo Alves de Sousa Júnior foram homenageados durante a sessão solene em comemoração aos 162 anos de emancipação política de Mossoró realizada na última segunda-feira (17). 

Na ocasião, Wilson Bezerra foi agraciado com a Medalha do Mérito Educacional “Professor Solon Moura, concedida aos que se destacam na área da educação, por sua contribuição para processo de desenvolvimento da UERN. 

Já para o cearense José Nilo foi concedido o Título de Cidadão Mossoroense, tendo em vista a fundação na cidade da empresa ENGEPETROL, na qual hoje emprega 35 pessoas diretamente.

terça-feira, 18 de março de 2014

Larissa conclama união e apoia famílias desalojadas

(A) A deputada estadual Larissa Rosado (PSB) representou a Assembleia Legislativa na sessão da Câmara Municipal de aniversário de Mossoró, nesta segunda-feira, no Teatro Dix-huit Rosado. E, em discurso, conclamou união para enfrentar a crescente exclusão social no segundo maior município do Estado.

“Mossoró precisa de mais atenção à juventude, mais empregos, lazer. Mais investimento em educação, segurança, saúde, cultura. Mais atenção à periferia, à inclusão social. Porém, essas e outras demandas só serão resolvidas com união de poderes, com Governos que cuidem melhor das pessoas”, afirmou.

A deputada reiterou contribuição nesse sentido na Assembleia Legislativa, para Mossoró e outros municípios, indicando ações e cobrando medidas ao Governo do Estado. “Mas, esses desafios só são vencidos em conjunto. Daí, a importância da união de todos que fazem a política de Mossoró e do RN”, frisou.



Habitação

Ao final da cerimônia, Larissa conversou com famílias que protestavam, nas escadarias do teatro, contra ordem de despejá-las do residencial Santa Júlia, ocupado dia 1º de fevereiro. A deputada lamentou a evolução para despejo, sem efetiva intervenção do Poder Público para saída negociada do problema.

Garantiu intermediação de alternativas na Assembleia Legislativa, e agendou reunião com comissão de moradores, para esta semana, em Mossoró, a fim de decidir estratégias. “Ajudaremos no que for possível. Infelizmente, esse é mais um retrato da exclusão social que predomina em Mossoró”, lamenta Larissa. (Assessoria de Comunicação Larissa Rosado).

segunda-feira, 17 de março de 2014

Artigo: (In)Consequência

(A) Semana passada, escrevi sobre a necessidade e importância de se planejar. Falei especificamente do caso da UPA do bairro Belo Horizonte. Inaugurada em dezembro de 2012, não foi utilizada durante o ano de 2013 e foi posta para funcionar apenas em fevereiro de 2014 com direito à ligação sanitária clandestina. O efeito colateral é que agora os moradores também querem fazer as ligações de suas casas à rede, que não está pronta, apesar de o município ter recebido R$ 50 milhões para isso em 2006.

É o que acontece após ações sem planejamento. Vejamos o caso da Previ-Mossoró. Um projeto que mexe com a aposentadoria de milhares de funcionários públicos municipais foi apresentado à Câmara Municipal sem qualquer discussão com os funcionários, sindicato, vereadores ou sociedade de um modo geral. Eu estava lá na Câmara e vi, assustado, um projeto como esse chegar às 8h30 para ser votado naquela mesma manhã. Remendos foram feitos por causa de falhas no projeto ao longo do tempo. Hoje , há um rombo beirando os R$ 14 milhões da Prefeitura de Mossoró com a previdência dos servidores. 

O prefeito interino, que não foi eleito para estar lá e não pode saber por quanto mais tempo estará na cadeira, quer parcelar esse rombo em cinco anos. A Previ-Mossoró foi criada no final de 2011 e tem, portanto, menos de dois anos e meio de criada. A Prefeitura vai parcelar uma dívida contraída em poucos meses em um tempo superior ao dobro da criação da Previ? É de se questionar. Outro ponto que se deve analisar é o transporte coletivo da cidade. No País é difícil achar serviços de excelência, mas o que vemos em Mossoró é um verdadeiro descaso com a população. 

Agora, a Cidade do Sol, instalada em Mossoró há quase 15 anos, está encerrando as atividades por falta de condições de trabalho. A empresa, que já teve mais de 40 ônibus circulando na cidade, está encerrando as atividades por aqui. Vejam o que diz Eudo Laranjeiras, proprietário da empresa: "Há mais de dois anos que demonstramos interesse em deixar de atuar em Mossoró, por falta de condições. Há uma concorrência desleal com os táxis-lotação, vans de outras cidades. A cidade precisa decidir agora que tipo de transporte quer, se é táxi, van, ônibus. Além dos transportes clandestinos, há também os valeiros, utilização de carteirinhas de estudantes falsificadas, uma série de problemas. 

Não há fiscalização da Prefeitura Municipal de Mossoró. Não podemos funcionar só com prejuízos, é inviável." Se somadas as despesas com pessoal e a contratação de mão de obra terceirizada, a Prefeitura de Mossoró supera o limite imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal do gasto de pessoal com relação à Receita Corrente Líquida. O sensato seria diminuir a folha, mas o que o prefeito interino fez? De dezembro para cá exonerou 223 ocupantes de cargos comissionados e nomeou 275 novos ocupantes para ocupar cargo comissionado na PMM. Isso sem contar com as contratações em empresas terceirizadas, que não têm como ser acompanhadas, pois não têm publicação no JOM.

Um gestor não precisa ser um grande técnico, mas precisa ter grande capacidade gerencial. Sou da tese de que é melhor um grande político rodeado de grandes técnicos do que um bom técnico rodeado de bons políticos. As decisões precisam ter embasamento social, é verdade, mas precisam, sobretudo, resultar em serviços sustentáveis e que não terminem por prejudicar outros setores, ou, quem sabe, comprometer toda uma gestão.

Em qualquer gestão, se precisa de alguém responsável à frente das decisões, das pastas, dos projetos. Não se pode sair por aí prometendo mundos e fundos, gerando mais despesas e deixando buracos milionários. Assim como um inconsequente na direção de um carro pode tirar a vida de outras pessoas, no comando de uma prefeitura, um governo estadual ou federal, o estrago pode ser ainda maior. (Artigo do vereador Lairinho Rosado no jornal O Mossoroense de 16 de março de 2014).

Legislativo comemora aniversário de emancipação de Mossoró nesta segunda-feira

(A) A Câmara Municipal de Mossoró realiza nesta segunda-feira (17), sessão solene em comemoração aos 162 anos de emancipação política do município. Será às 16h, no Teatro Municipal Dix-huit Rosado. Na oportunidade serão outorgados títulos de cidadão, medalhas e diplomas de reconhecimento, além de outras honrarias aprovadas por unanimidade pelo Plenário da Câmara.

Pela primeira vez, o aniversário da cidade será comemorado no mês de março. Historicamente, a data dedicada ao aniversário da cidade era 9 de novembro, no entanto, a Prefeitura de Mossoró sancionou em 2013, a lei de autoria do vereador Genivan Vale, que corrige esse, que era considerado pelos historiadores de Mossoró e do Rio Grande do Norte, como um grande erro. 

Segundo documentos históricos, Mossoró foi fundada em 15 de março de 1852, através da Resolução nº 246, assinada pelo presidente da então província, José Joaquim da Cunha, elevando Mossoró à condição de vila, desvinculando-se da cidade do Assu. A medida estabeleceu a criação da Câmara, desvinculando-se politicamente do município do Assu, a quem pertencera até então, formando um novo município, sendo elevada a respectiva povoação à categoria de Vila de Mossoró.

A emancipação política de Mossoró está registrada na folha 138 do livro 2º de Leis e Resoluções Provinciais, da Secretaria do Governo do Rio Grande do Norte, em 7 de abril de 1852. (Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Mossoró).

sexta-feira, 14 de março de 2014

Projeto de Lairinho propõe isenção de IPTU para pacientes de doenças como HIV e câncer

(A) Conceder isenção de Imposto predial territorial urbano (IPTU) para pacientes de doenças como AIDS e câncer. Essa é a proposta do Projeto de Emenda à Lei Orgânica apresentado em recente sessão da Câmara Municipal de Mossoró pelo vereador Lairinho Rosado (PSB).
 
A proposição, que acrescenta dois parágrafos ao artigo 130 da Lei Orgânica Municipal, visa conceder isenção de IPTU aos acometidos por patologias que impeçam ou dificultem o exercício profissional ou ainda causem algum dano insanável para o paciente.
 
 
“Somos conhecedores das dificuldades que permeiam o campo das doenças elencadas na presente emenda e isentá-lo é uma forma de minimizar os impactos financeiros sofridos por conta do alto custo dos medicamentos”, traz um trecho da justificativa da proposta.

Como um instrumento justo e necessário para a população, a iniciativa detalha que ficam isentos do imposto os acometidos por Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS), doença de Parkinson, neoplasia maligna, paralisia irreversível e incapacitante, hanseníase, silicose, estados avançados da doença de Paget (osteíte deformante), doença renal crônica e cardiopatia grave.

Uma Lei Complementar disciplinará a aplicação da proposição.


quarta-feira, 12 de março de 2014

Aprovada proposição de Lairinho que requer disponibilização de cargos, remunerações e impactos no orçamento

(A) Sob a lógica da transparência, a Câmara Municipal de Mossoró aprovou em sessão legislativa realizada nesta terça-feira (11), uma proposição que requer do Poder Executivo local a disponibilização do número de cargos, remunerações e impactos no orçamento.

De autoria do vereador Lairinho Rosado (PSB), o Requerimento N° 576/2014, solicita detalhes do demonstrativo financeiro com informações como, a quantidade de cargos efetivos, comissionados e terceirizados existentes na Prefeitura; além de pedir o valor dos salários e locais de lotação.


“Com o requerimento, nós queremos saber quanto realmente é gasto pela prefeitura com pessoal. Com esse tipo de informação, o Executivo pode economizar e utilizar recursos em outras áreas da gestão”, disse Lairinho. “Agora é esperar a resposta do Executivo”, acrescentou ele.

Votaram a favor do requerimento os vereadores Narcizo Silva (PTN), Jório Nogueira (PSD), Genivan Vale (PROS), Luíz Carlos (PT), Izabel Montenegro (PMDB), Tomaz Neto (PDT), Vingt-Un Rosado (PSB), Soldado Jadson (SOLIDARIEDADE) e o próprio Lairinho. Votaram contra os vereadores Francisco Carlos (PV), Tassyo Mardony (PSDB), Manoel Bezerra (DEM), Genilson Alves (PV), Alex do Frango (PV) e Celso Lanches (PV).

Deputada Larissa reitera apoio à mulher potiguar

(A) A deputada estadual Larissa Rosado (PSB) reafirmou promoção da mulher na sociedade, na sessão do Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira, na Assembleia Legislativa. Ela reconheceu que, apesar de avanços históricos, ainda há muito a ser feito e vencido.
“Por isso, é permanente o trabalho do nosso mandato para proteger e valorizar a mulher potiguar”, afirmou Larissa, citando propostas para criação da Secretaria Estadual da Mulher, centros de recuperação de usuárias de drogas, mais abrigos contra violência.
Além da expansão e fortalecimento das Delegacias da Mulher, campanhas educativas na zona rural, 10% das casas populares construídas pelo Governo do Estado para mães solteiras de baixa renda, entre outras ações em saúde, educação, cultura.

Reconhecimento
Além de conclamar mais atenção à mulher, Larissa homenageou a professora Raimunda Almeida, “Mundinha”, diretora-administrativa do Colégio Diocesano Santa Luzia (CDSL), em Mossoró, por décadas de compromisso com a educação no Rio Grande do Norte.
“Essa homenagem representa o agradecimento de todos aqueles que Mundinha ajudou a conduzir à trilha da honestidade, trabalho e sucesso. É o reconhecimento das famílias que se dignificam graças ao seu trabalho na educação de gerações”, disse Larissa.
Justiça social
A deputada saudou as demais premiadas na sessão, relembrou outras homenageadas por seu mandato na Assembleia – Ana Clébia (APCMR), irmã Ellen, Josefa Avelino (Acrevi), Edite Souto –, citando-as como exemplo de superação da mulher potiguar.
“Um mundo mais justo só será possível com a inclusão da mulher, de forma igualitária, no mercado de trabalho e nos demais segmentos. Para que vença desafios e se realize como mãe, esposa, profissional, de forma honrada e cidadã”, concluiu Larissa. (Assessoria de Comunicação Larissa Rosado).

segunda-feira, 10 de março de 2014

Por iniciativa de Larissa, AL homenageará educadora de Mossoró

(A) Na sessão comemorativa ao Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira, às 9h, a Assembleia Legislativa homenageará a educadora Raimunda Almeida, “Mundinha”, diretora-administrativa do Colégio Diocesano Santa Luzia (CDSL), em Mossoró. A homenagem é iniciativa da deputada estadual Larissa Rosado (PSB), em reconhecimento à contribuição de Mundinha à educação.

“Tia Mundinha, como é amplamente conhecida, ajudou a educar gerações e dedica a vida ao poder transformador da educação e inclusão social, além de ser um exemplo de mulher em posição de destaque na sociedade potiguar. Por essa e outras razões, é mais do que justa a homenagem que receberá da Assembleia Legislativa”, justifica Larissa Rosado.


A sessão do Dia Internacional da Mulher é realizada anualmente pela bancada feminina na Casa, formada, além de Larissa, pelas deputadas estaduais Márcia Maia (PSB) e Gesane Marinho (PSD), que escolheram como homenageadas a vereadora de Natal Eudiane Macêdo e a defensora pública Jeanne Karenina Santiago Bezerra, respectivamente.

Na ocasião, Larissa Rosado, Márcia Maia e Gesane Marinho também receberão homenagem pelo trabalho no Parlamento, por iniciativa dos demais deputados, além da procuradora-geral da Assembleia, Rita Reinaldo, e da coordenadora do Núcleo de Pessoal da Casa, Marluce Ramos de Oliveira. “Também vamos debater avanços e desafios para a mulher”, diz Larissa. (Assessoria de Comunicação Larissa Rosado).

Artigo: Planejar e participar

(A) Da organização de uma maratona, passando pela administração de uma bodega, até gerir uma cidade do porte de São Paulo, é imprescindível a utilização de processos de gestão e planejamento estratégico. A utilização de ferramentas como os processos ajudam no controle da execução das atividades, evolução de obras, retorno obtido. Os gestores precisam ser responsáveis, pensar grande, no futuro, e buscar soluções permanentes e não paliativas.

Na última sexta-feira assisti a uma palestra da professora Karisa Pinheiro sobre Planejamento Urbanístico e Ambiental, em que todos tiveram a oportunidade de ver a importância de se analisar as nuances dos projetos, no caso, urbanísticos. Você já parou para pensar, por exemplo, que ao construir um prédio onde havia uma casa em um bairro nobre, aquele mesmo espaço de terra que era utilizado por cinco pessoas, será agora utilizado por, quem sabe, cento e cinquenta?

Se no lugar de uma casa for construído um prédio de quinze andares, dois apartamentos por andar, supondo que temos cinco pessoas por família e cada família possui dois carros, teremos não mais dois carros, mas sessenta. Isso serve também, para efeito de análise, para construção às margens dos rios, estradas, áreas de preservação ambiental e assim por diante. Como sair por aí simplesmente construindo sem um mínimo de planejamento?

Vejamos o caso da Unidade de Pronto Atendimento - UPA construída no bairro Belo Horizonte. Parte da construção do prédio foi feita em quatro anos. Começou em 2008 e foi "inaugurado" em dezembro de 2012. A obra não estava pronta. Não tinha parte elétrica nem de saneamento concluída. A prefeita cassada e afastada Cláudia Regina passou um ano no cargo e não colocou para funcionar. Afastada do cargo, disse que seria irresponsabilidade do prefeito interino colocar para funcionar sem condições para tal.

O prefeito interino colocou para funcionar semligação a uma rede de saneamento apta para receber os dejetos. Onde está a irresponsabilidade no caso da UPA? Em quem inaugurou sem estar pronta? Em quem teve um ano para pôr para funcionar e não o fez? Em quem colocou para funcionar sem as condições sanitárias? Sou defensor ferrenho da gestão participativa, mas digo participativa de verdade e não de faz de conta. A lei que cria o Orçamento Participativo em Mossoró, inclusive, é de autoria de nosso mandato. Outro ponto que defendo é a transparência nas contas públicas e na gestão como um todo.

A população deveria ser informada não só sobre as contas públicas, mas também o andamento de obras, contratações de mão de obra terceirizada, compras etc, etc, etc. Como ser um bom gestor se não se dá ouvidos à população? E se não se preocupa com a sustentabilidade? Permitir novas construções às margens dos rios nos dias atuais, prédios em encostas, fazer no próprio município ligação clandestina na rede de saneamento básico são coisas impensáveis em uma cidade onde a gestão transparente e participativa exista. E isso deveria ser regra em pleno século XXI.

A sociedade, inerte, tem também sua parcela de culpa. Não cobrando transparência, recebendo favores em troca de silêncio, jogar lixo nas ruas, não respeitar regras de civilidade, não participar de audiências públicas para discutir o futuro de vários setores da cidade e, principalmente, vendendo o voto, está contribuindo não para a melhoria da cidade, mas para a perpetuação do mesmo modelo que vemtornando a vida nas cidades, principalmente para aqueles mais humildes, cada vez mais difícil.

Culpar o poder público é fácil. Difícil parece ser exercer a cidadania em sua forma plena, com direitos e deveres, participando, cobrando e cada um, gestor e população, fazendo a sua parte. (Artigo do vereador Lairinho Rosado no jornal O Mossoroense de 09 de março de 2014).

sexta-feira, 7 de março de 2014

Projeto de Lairinho defende divulgação de custos de serviços de limpeza

(A) Divulgação dos custos referentes à prestação de serviço de limpeza pública em Mossoró. Essa é a proposta de um projeto de lei apresentado em recente sessão da Câmara Municipal.

De iniciativa do vereador Lairinho Rosado (PSB), a proposição de número 254/2014 estabelece que o Poder Executivo, através do órgão competente, fará publicar bimestralmente em veículo oficial de imprensa, discriminadamente, os custos referentes ao serviço de coleta e gestão de resíduos oriundos da limpeza pública de vias e demais logradouros, lixo domiciliar, hospitalar ou qualquer outro tipo, de responsabilidade da municipalidade.


O projeto de lei, que desceu às respectivas comissões do legislativo mossoroense, detalha que para efetivação da medida, a discriminação dos custos deve conter informações como montante em quilogramas recolhido mensalmente; custo total mensal pago; e relação valor pago por quilograma recolhido.

A justificativa da proposta traz que o município não dispõe de nenhuma discriminação dos custos referentes ao serviço de limpeza e que compete ao Poder Legislativo Municipal fiscalizar a aplicação dos recursos públicos, bem como zelar por um serviço de qualidade, respeitando os princípios da transparência e economicidade.

quinta-feira, 6 de março de 2014

Projeto de Região Metropolitana fortalece municípios

(A) A criação da Região Metropolitana de Mossoró, proposta pela deputada estadual Larissa Rosado (PSB), pretende congregar 29 cidades e 700 mil habitantes das regiões Oeste, Salineira e Vale do Açu. O Projeto de Lei, apresentado semana passada à Assembleia Legislativa, propõe unir cidades para torná-las mais fortes e obter avanços coletivos.

      “Queremos tratar de forma conjunta políticas de economia, segurança, saúde, educação, transporte, habitação e turismo, de maneira integrada e não como questões independentes de cada cidade. Pretendemos oferecer mais oportunidades e diversas vantagens que uma região metropolitana oferece”, explica Larissa.

       Na área da habitação, exemplifica a deputada, é possível ampliar o teto de subsídio federal para compra de casa própria no programa “Minha Casa, Minha Vida”, podendo aumentar de R$ 18 mil para R$ 23 mil para cada família, se o imóvel for adquirido dentro de uma região metropolitana, conforme estabelece legislação do programa.


       Facilidades

       Na segurança pública, é permitido o uso de arma de fogo para guardas municipais de regiões metropolitanas, para reforçar trabalho da polícia. Telefones fixos poderão fazer ligações a custo de ligação local para outros municípios; famílias atendidas pelo Peti quase dobrarão a bolsa mensal do programa, de R$ 25 para R$ 40.

     “Além de muitas outras vantagens de uma região metropolitana, como maior força política dos municípios, mais acesso a projetos técnicos para captação de recursos e uma visão integrada de desenvolvimento”, reforça Larissa, que aperfeiçoará o projeto em audiências públicas em municípios e reuniões com universidades.

      “Com esse projeto, pretendemos interiorizar desenvolvimento do Estado, tornando os municípios mais fortes e amenizando a crise financeira nas prefeituras. Os municípios menores precisam ser atores ainda mais importantes na produção de riqueza estadual, e nossa proposta é um caminho nessa direção”, observa a deputada. (Da Assessoria de Comunicação de Larissa Rosado).

quarta-feira, 5 de março de 2014

Artigo: Reflexões

Estava aproveitando um fim de tarde no Pontão, às margens do lago Paranoá, em Brasília, quando uns amigos começaram a falar sobre o livro "Quando Nietszche Chorou". Achei o assunto instigante e ao mesmo tempo fiquei chateado por não saber de nada da obra ou de seus personagens. O livro, uma ficção que fala sobre o relacionamento de figuras como Nietszche, Lou Salomé, Freud e Joseph Breuer, mesmo sendo ficção, retrata o que defendia cada um dos personagens em suas obras e pensamentos.

Comprei o livro e, para minha surpresa, concluí a leitura em um espaço de tempo muito curto. A segunda surpresa foi a de que eu já pensara em muitas das teorias contidas ali. Claro, de forma muito superficial e sem o conhecimento daquelas figuras, ícones da filosofia e psicanálise. O bom mesmo é que aquele livro fez nascer um prazer que há muito eu não desfrutava: ler livros. Sempre gostei muito de ler notícias, mas livros não era o meu forte. Hoje procuro estar sempre lendo.

Na faculdade, filosofia era só mais um assunto chato, algo abstrato e sem utilidade. Depois do livro de Irvin D. Yalom, li algumas obras de Nietszche e de outros filósofos. Também li algumas biografias e livros para leigos em filosofia. Sempre fui questionador. Sempre me causou curiosidade temas existenciais. O pouco ou quase nada que li sobre filosofia só fez servir de lenha na fogueira do mundo que é a cabeça de cada um de nós. Outra fonte de inspiração e de respostas veio através do estudo da doutrina espírita, coisa que faço há dois anos e meio.

Uma das coisas mais fáceis nessa vida é apontar o dedo. Julgar os outros não custa nada, pelo menos aparentemente. E ainda traz um suposto benefício, que é o de esconder de nós mesmos os nossos defeitos. Muitas vezes, os defeitos que mais apontamos nos outros são exatamente os que mais nos incomodamos, mesmo que inconscientemente, por possuirmos. O melhor juiz de nossos atos é a nossa própria consciência. Tem um texto de Santo Agostinho onde ele fala que diariamente, todas as noites, fazia um questionamento a si mesmo. Perguntava o que fizera de positivo naquele dia, no que podia melhorar, se precisaria pedir desculpas, corrigir erros. Esse é um exercício muito útil.

Independente de credo religioso, não há como negar que as mensagens contidas na Bíblia são sempre pregando o bem. "Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós a eles." (Mateus 7:12) é uma passagem muito interessante. Como esperar que nos façam o bem se não fazemos ao próximo? Por que fazer aos outros o que não queremos que nos façam? Como sermos perdoados se não perdoamos?

Portanto, é imprescindível que busquemos o conhecimento, a luz da informação, para que possamos refletir sobre os nossos atos. Em todos os momentos de nossas vidas estamos fazendo escolhas, tomando decisões. Cada escolha é uma renúncia. Assim como o mal é simplesmente a ausência do bem, a reflexão pode nos dar a oportunidade de tomarmos os caminhos corretos.

Seja através da religião, da ciência ou filosofia, seja como for, o bem será sempre o bem. Se fizermos a reflexão tal qual Santo Agostinho, buscarmos ser justos e caridosos, de uma coisa eu tenho certeza, a única possibilidade é de melhorarmos a nós mesmos e a sociedade como um todo. Bom carnaval a todos. (Artigo do vereador Lairinho Rosado publicado no jornal O Mossoroense de 02 de março).