sábado, 12 de julho de 2014

Eduardo Campos defende aliança formada pelo PSB e PMDB no Rio Grande do Norte

(A) Candidato à Presidência da República pelo PSB, o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos cumpriu agenda em Natal ontem, 11, ao lado de lideranças do partido, como a vice-prefeita e candidata ao Senado, Wilma de Faria, e a deputada federal Sandra Rosado, além de deputados estaduais, como Larissa Rosado, Márcia Maia e Tomba Farias. As atividades do presidenciável no Rio Grande do Norte foram iniciadas às 7h30, quando concedeu entrevista à Rádio Cidade de Natal, oportunidade em que defendeu a aliança formada no Estado entre o PSB e o PMDB.
"Do ponto de vista administrativo e político que o Rio Grande do Norte chegou, precisou se criar uma frente ampla para enfrentar o caos. Meu partido no RN convenceu o diretório nacional de que precisava participar deste momento de união pelo bem do Estado", declarou, acrescentando que essa união "acontece como nas nossas famílias, quando temos que nos ajudar. Eles (Henrique e Wilma) entenderam que é hora de todo mundo se unir para melhorar o RN".


Dando sequência à agenda no RN, o candidato do PSB concedeu entrevista coletiva à imprensa por volta das 11h30. Na conversa com os jornalistas, Eduardo Campos criticou o governo Dilma e afirmou que o Brasil vive o pior crescimento da história da República. "Dilma foi eleita para preservar as coisas boas que Lula fez e corrigir as coisas que estavam erradas, mas ela não fez. Jogou essa oportunidade pela janela", frisou.

Ainda na coletiva, o ex-governador criticou a forma como a região Nordeste é tratada durante as eleições. "O Nordeste é onde nasci. Conheço nossa gente, nossos sonhos. Muito me incomoda falar do Nordeste como curral eleitoral ou uma urna. Queremos ser olhados como gente, vendo nossas potencialidades, nos enxergando com respeito", comentou.

Em conversa com o Portal Difusora, de Mossoró, Eduardo Campos garantiu ainda que uma de suas prioridades no Rio Grande do Norte, caso vença a eleição de outubro, será a duplicação da BR-304, que liga Natal ao município de Mossoró. O socialista revelou também que buscará soluções para o problema da seca no Estado.

A agenda de Eduardo Campos em solo potiguar teve prosseguimento à tarde e à noite, quando foi recebido pelo arcebispo metropolitano de Natal, dom Jaime Vieira Rocha, participou de caminhada no centro da cidade, na rua João Pessoa, e ainda concedeu entrevista ao programa Repórter 98, transmitido pela Rádio 98 FM. (Fonte: Jornal O Mossoroense de 12 de julho de 2014).

Nenhum comentário: