quinta-feira, 21 de agosto de 2014

PSB confirma candidatura de Marina e Beto

(A) A Executiva Nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB) confirmou a candidatura de Marina Silva à Presidência da República, tendo o deputado Beto Albuquerque como seu candidato a vice. O parlamentar socialista abriu mão de sua candidatura ao Senado, no Rio Grande do Sul, para caminhar ao lado da ex-senadora na reconstrução do projeto presidencial da legenda. A decisão foi tomada pela unanimidade dos 35 votos da instância partidária durante reunião em Brasília, na quarta-feira (20), e será apresentada aos demais partidos da Coligação Unidos pelo Brasil durante encontro marcado para esta quinta-feira (21). 

Ainda consternados pela morte prematura de Eduardo Campos, dirigentes do PSB afirmaram que a escolha de Marina mantém a coerência do projeto presidencial, homenageia o legado do ex-governador e mantém unido o partido. “A tragédia fez com que tivéssemos que alterar a chapa, mas tivemos a imensa sorte de tê-la como substituta”, afirmou o presidente Nacional do PSB, Roberto Amaral. “Você e Beto, junto com nossos militantes, levarão a termo essa tarefa. Estamos substituindo a tristeza da perda pela alegria de estarmos com vocês. Toda a nossa militância está feliz”, acrescentou. 

Segundo Amaral, a expectativa é que a nova candidatura seja registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) assim que for concluída a consulta aos demais partidos da aliança, o que pode ocorrer ainda nessa quinta-feira, ou até o dia 22/08 (sexta-feira). Em homenagem a Eduardo Campos e sua família, o primeiro ato da campanha de Marina e Beto terá como palco o Recife, no próximo sábado (23). Após mais de duas horas de conversa, a Executiva Nacional do PSB demonstrou unidade em torno da decisão e renovou a confiança em uma campanha propositiva, transparente e vencedora. 


Marina e Beto foram recebidos calorosamente pelos 35 integrantes da instância partidária, que os aplaudiram e homenagearam com a palavra de ordem “Eduardo presente, Marina presidente”. Na sua primeira manifestação como candidato, Beto Albuquerque lembrou premissa do ex-governador de Pernambuco, que defendia que nada deveria ser feito pela metade. “Vamos dar a volta por cima e honrar o legado de Eduardo. Minha tarefa é estar a seu lado”, afirmou. “Nós temos 46 dias para trabalhar. Quem quiser olhar pelo retrovisor que olhe, nós vamos olhar pelo parabrisas”.

Visivelmente emocionada, Marina Silva agradeceu ao PSB a confirmação de seu nome e reafirmou seu compromisso com as responsabilidades assumidas por seu ex-companheiro de chapa. Ela leu uma carta dirigida aos socialistas e comparou aquela reunião ao dia em que foi acolhida pelo partido, em outubro passado, quando teve negado o registro da Rede Sustentabilidade pelo TSE. “Aqueles que me acolheram, buscam agora o meu acolhimento”, comentou. 

A candidata socialista homenageou Eduardo e qualificou suas exéquias como uma resposta da sociedade contrariando a percepção de repulsa aos politicos e à política. “O que nós vimos foi uma demonstração de amor e respeito por um politico, o lamento profundo pela perda de um líder”, afirmou. “Sem Eduardo, temos hoje o que sempre nos uniu: consciência de onde queremos chegar juntos. Tudo aquilo que fizemos juntos é o que faremos juntos daqui para frente”. (Por Doca de Oliveira, assessorial de Comunicação Social da Campanha; Via Site do PSB Nacional).

Nenhum comentário: