quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Sem orçamento impositivo, Lairinho sugere participação direcionada

(A) A forma como será aplicado o orçamento do município de Mossoró pela prefeitura em 2015, foi ponto de discussão pela Câmara Municipal, levantado pelo vereador Lahyre Neto. A princípio ele esperava que sua proposta de orçamento impositivo, aproveitando diretamente as sugestões apresentadas pelos vereadores, fosse acatada. 

Como não aconteceu, propõe um novo formato para melhor aproveitar as sugestões que nascem no Poder Legislativo, por sugestões diretas da comunidade. “Lembro que o deputado Henrique Alves propôs o orçamento impositivo no Congresso Nacional, pois hoje só se atende às propostas dos parlamentares ligados a presidência da República e, com o orçamento impositivo essa situação do, toma lá, da cá, seria evitada. E foi isso que tentamos evitar em Mossoró”, lembrou o vereador. 


Como nova sugestão, Lahyre Neto defende que os vereadores possam utilizar recursos disponíveis no orçamento de forma específica, indicando uma obra a ser feita. Com isso, por exemplo, se tem verba direcionada para ações sociais, o vereador poderá indicar uma instituição a receber determinado valor ou, se o recurso se destina a obra pública, o vereador poderia indicar a construção de uma praça, entre outros. (Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Mossoró).

Nenhum comentário: