terça-feira, 10 de maio de 2016

Lairinho: O prefeito de Mossoró não é afeito a transparência

Aprovada em agosto de 2012, a Lei 2.910 de autoria do vereador Lairinho Rosado(PSB), estabelece o Orçamento Cidadão como forma de participação popular na elaboração da Lei Orçamentária Anual. Mesmo depois de aprovada, a Lei não foi cumprida pelos gestores que passaram pela Prefeitura Municipal de Mossoró.

O vereador usou a Tribuna da Câmara Municipal de Mossoró na manhã desta terça-feira, 10, e lamentou que seus projetos, quando aprovados, não sejam executados e, a voz das ruas não seja ouvida pelo prefeito Francisco José Júnior (PSD), que empalma uma reprovação de 80% da população mossoroense, segundo pesquisa pesquisa do Instituto Consult.

O líder da Oposição na CMM citou exemplos de gestores que praticam o orçamento participativo e os avanços obtidos através da ação.

“O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, implantou o orçamento participativo e tem 80% de aprovação da população da Capital. O saudoso Eduardo Campos também realizou inúmeras plenárias em Pernambuco para ouvir as pessoas e, saiu do Governo com quase 90% de aprovação”, exemplificou.

Para Lairinho o ato do não cumprimento da Lei é antidemocrático. “Aqui em Mossoró existe a Lei que determina que a prefeitura escute a população e não faz, não faz por quê? Porque não gosta de democracia, não gosta de transparência”, assevera o parlamentar, lembrando que há mais de um ano solicitou detalhamento das despesas do Executivo com publicidade e não obteve retorno da gestão.

O vereador ainda credita a reprovação do prefeito mossoroense à falta de transparência com o dinheiro público. “O gestor que ouve a população é meio caminho andado para obter sucesso. O gestor que se esconde da população e que, de forma autoritária, não permite que as pessoas tenham acesso às informações do que é feito com o dinheiro público está fadado ao fracasso”, opina o pessebista.

Apelo


Por fim, Lairinho fez um apelo ao gestor municipal. “Prefeito, escute a população. Saia às ruas, saia do seu gabinete, vá às ruas com a sandália da humildade e escute a população. Tenho certeza que o senhor só tem a ganhar com isso”. 

Nenhum comentário: